Crédito: Rafael Lobo-Zoltar/Divulgação. Dudu Bar. Crédito: Rafael Lobo-Zoltar/Divulgação. Dudu Bar

Festival Brasil Sabor 2018 começa hoje (17/5) e vai até 10 de junho

Publicado em

Brasília recebe a 13ª edição do festival gastronômico Brasil Sabor, que este ano reúne quase 60 estabelecimentos dispostos a oferecer menus de almoço e jantar para uma pessoa, servidos em três etapas: entrada, prato principal e sobremesa. A maratona de sabores vai até o dia 10 de junho e você vai poder escolher no site www.brasilsabor.com.br onde e o que comer. Participam da programação 59 restaurantes e bares, que elegeram cardápio especial em quatro faixas de preços: R$ 50, R$ 60, R$ 70 e R$ 80.

Maior do planeta

Promovido pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel DF), o Brasil Sabor não é um evento isolado. Ele transcorre simultaneamente em outras capitais e cidades brasileiras, o que lhe confere o slogan “maior festival gastronômico do planeta”.“Original do Brasil” é o tema escolhido este ano, que serve de inspiração para os chefs elaborarem seus pratos utilizando ingredientes que são a cara do país e podem ser facilmente encontrados em cada região.

Crédito: Rafael Lobo-Zoltar/Divulgação. Carpe Diem
Crédito: Rafael Lobo-Zoltar/Divulgação. Carpe Diem

Impulso nos negócios

O restaurateur Rodrigo Freire, presidente da Abrasel DF, disse no lançamento do projeto que espera que “ o festival impulsione os negócios no setor”. Para ele, a essência da iniciativa é a valorização dos produtores locais e dos ingredientes típicos brasileiros.

“Brasília recebeu influência de todos os estados e o Brasil Sabor, nesses 13 anos de festival, tem contribuído para fortalecer a identidade gastronômica brasiliense. Além disso, no DF, nós incentivamos os nossos chefs a utilizarem ingredientes produzidos localmente e originais do cerrado, e adquirirem-nos dos pequenos produtores”.

Cerrado de relance

Nem todos os cardápios dos 59 participantes estão focados nos produtos do cerrado. Quem melhor interpretou o tema foi o chef Dudu Camargo, que propõe pastel de feijoada com couve, alho crocante e geleia de abacaxi com pimenta, na entrada; tilápia grelhada com crosta de baru, acompanhada de farofa de banana e caruru, no principal. Com sobremesa de bolo de cenoura sai por R$ 50 no Dudu Bar do Lago Sul e da 303 Sul.

Crédito: Rafael Lobo-Zoltar/Divulgação. Café Savana.
Crédito: Rafael Lobo-Zoltar/Divulgação. Café Savana.

Algumas entradinhas interpretam a culinária do cerrado, como o carpaccio de maxixe do Bar Brasília, que também sai por R$ 50 com baião de dois e sorvete de queijo com goiabada e o creme de abóbora com laranja e gengibre do Café Savana na mesma faixa com filé alto, batata doré, couve e farofa de ovos, no principal, e pavê de chocolate, na sobremesa. Já o Empórito da Mata, que fica no Condomínio Vila Empório da Mata, Jardim Botânico, apresenta filé ao molho de açaí com linguini ou a opção vegetariana de cogumelos ao molho de açaí com linguini. Com brusqueta rústica e sobremesa está na faixa de R$ 70.

Fora do Plano

Como nos anos anteriores, o festival promove o circuito gourmet, no qual você cadastra cada visita aos restaurantes participantes e quando completar cinco estabelecimentos diferentes ganha um código de acesso em cada um deles para registrar no site www.guiaabraseldf.com.br, que garante um voucher para o cliente voltar em uma das cinco casas já visitadas.
Além disso, os códigos cadastrados no portal se tornarão pontos que vão dar direito a brindes, convites ou menus, segundo a pontuação conquistada.

Crédito: Rafael Lobo-Zoltar/Divulgação. Pizzaria Valentina.
Crédito: Rafael Lobo-Zoltar/Divulgação. Pizzaria Valentina.

Durante o festival as ações não se limitam ao Plano Piloto. Este ano, alcançam duas cidades: Guará no sábado, dia 26, no Ginásio do Cave e em Taguatinga, no sábado, dia 9 de junho, no Taguaparque. Aulas-show, palestras, feira de produtos locais e venda de comidinhas com preços até R$ 20 fazem parte das arenas gastronômicas, que funcionarão naquelas cidades no horário das 10h às 16h.