CBNFOT191120190173 19/11/2019. Crédito: Su Maestri/Divulgação. Brasil. Brasília - DF. Favas Contadas. Prato de Capuccino de cogumelo e café minelis (ovo perfeito com creme de cogumelos frescos cozidos com café moinelis), do Restaurante Genèse.

Experiência incrível no restaurante Genèse Cozinha Contemporânea

Publicado em

A região mais nova da cidade, que fica a apenas cinco minutos de carro da Praça do Buriti, onde vivem 25 mil habitantes que desfrutam de alto padrão de vida, guarda uma joia gastronômica. Situado entre as quadras 10/11 (estão projetadas 20 no Noroeste), no Bloco C, o restaurante Genèse Cozinha Contemporânea tem apenas cinco meses, mas já se destaca pelo rigor culinário.

Segundo um dos dois proprietários Gustavo Martins (o outro é a irmã Danielle), a casa se inspira na “tradicional cozinha francesa, oriental, espanhola, árabe, portuguesa e brasileira”. Ufa! Ele não exagerou porque o menu traz um pouco de tudo e foi elaborado pelo chef Giovanni Renê, 27 anos, que, embora jovem, é um craque.

Crédito: Su Maestri/Divulgação. Giovanni Renê, ao centro, ladeado por Danielle e Gustavo Martins do Genèse

Depois de trabalhar por mais de um ano num restaurante duas estrelas Michelin na Irlanda, e quatro meses em Paris, Giovanni voltou para São Paulo e passou pelas cozinhas do Le Casserole e A Casa do Porco, além de ter sido sous-chef de Eric Jacquin, “com quem peguei gosto pela comida clássica francesa”, confessa. O chef divide o tempo entre São Paulo e Brasília e, quando não está aqui, Genèse é comandado pelo subchefe Villy Pinto (ex-Limoncello), que executa o surpreendente cardápio.

Sofisticação e requinte

Para começar, há espetinhos de salmão, abacaxi e presunto cru (R$ 35,90) e de cavaquinha, maionese de dill e coco queimado (R$ 40), além de bolinho de bacalhau, dadinho de tapioca e folheados da casa recheados de pato e aliche (R$ 39). A sofisticação alcança as entradas como vieiras grelhadas, purê de couve-flor com cúrcuma, ovos de codorna e pele de frango crocante (R$ 55) ou o steak tartare servido com bottarga, gema de ovo curada e fritas (R$ 45,90). Imperdível é o ovo cozido em baixa temperatura, cogumelos grelhados e creme de cogumelos (R$ 29,90)(foto ao lado).

Crédito: Su Maestri/Divulgação. BPolvo grelhado com molho de páprica é destaque do menu do chef Giovanni Renê

Se os pratos de carne são o ponto alto da casa — ossobuco com seis horas de cozimento; barriga de porco ao molho oriental e picles de abacaxi ou o filé-Wellington, além do lombo de cordeiro em crosta de hortelã ao molho de vinho tinto (com preços entre R$ 53 a R$ 85) —, peixes e frutos do mar fazem toda a diferença. Que tal provar o salmão fresco grelhado, purê e chips de beterraba e picles de alface-romana braseada (R$ 55,90) ou o polvo grelhado com páprica, coulis de pimentão-vermelho, chips de presunto e batatinhas ao murro (R$ 68)?

História

O restaurante, cujo nome traduz o conceito de criação, surgiu meio por acaso. Há 12 anos, a Familia Rodrigues Martins estendeu seus domínios na construção civil de Unaí para Brasília, enquanto os filhos concluíam curso superior: Gustavo no direito e Danielle na psicologia. Aqui, todos se encantaram com o ambiente de uma pizzaria e grill que fechou as portas no Noroeste e decidiram salvar a casa.“Nós pensamos que poderia ser uma boa para o pai tomar conta”, lembra Gustavo.

Só que o pai teve a mesma ideia com relação aos filhos. Resumo do negócio: o advogado, que havia trabalhado no escritório de Ibaneis Rocha, se envolveu com a nova atividade e decidiu ir a São Paulo fazer um curso rápido de gastronomia para se tornar restaurateur. Enquanto Danielle administra o restô, Gustavo amplia os serviços cada vez mais entusiasmado em oferecer “a experiência incrível”, como ele denomina. Agora mesmo, ele reforma o ambiente para dotá-lo de reservado. Afinal, o antigo chefe, governador Ibaneis, chegou a fazer reunião de trabalho, durante almoço no restaurante, “que fica a um pulo do meu gabinete”, diz. Funciona todos os dias, menos segunda-feira, e no domingo vai até 0h. Telefone: 3968-1333.