CBNFOT091120170621 Crédito: Arquivo Pessoal. Beto Pinheiro

Delivery lança festival para chamar de seu

Publicado em

Quem não tem cão, caça com gato. Esta, que é uma das mais antigas máximas, pode ser traduzida por “outras opções”. Foi isso que a Abrasel DF fez ao lançar, numa live na última sexta-feira, festival gastronômico que nunca deixou de realizar nos últimos 15 anos. Trata-se do Brasil Sabor, só que em época de pandemia, na qual todos os bares e restaurantes permanecem fechados há mais de três meses, o festival ganhou uma alternativa: o delivery.
Aí é que entra o gato do nosso provérbio. Quando os estabelecimentos forem autorizados a promover a reabertura — prometida para o dia 15 de julho — , poderão praticar as duas opções: presencial e delivery. Do festival, que dura um mês, de 20 de julho a 20 de agosto, poderão participar todos os associados da Abrasel (cerca de uma centena) e outras casas não sócias.

“Neste momento tão difícil para todos, o que buscamos com o Brasil Sabor Delivery é movimentar o setor da alimentação fora do lar, gerar receita para as casas e ajudar nossa cidade, nosso trade turístico”, assinalou o presidente da Abrasel DF, Beto Pinheiro. O dirigente da categoria ressaltou que a iniciativa “é sem custo algum para os participantes”.

Dois preços

Diferentemente dos outros festivais da Abrasel, que estabelecia três ou mais faixas de preços, o Brasil Sabor Delivery propõe duas. Na primeira, você pagará R$ 50 a refeição e poderá recebê-la em casa, também para duas pessoas, por R$ 100 e por R$ 150 que dá até para quatro. Na segunda categoria, o prato individual sai por R$ 70; para duas pessoas R$ 140 e a remessa de R$ 210 serve até quatro pessoas. Os restaurantes têm a liberdade de escolher qual categoria irão seguir. A variação de preço se faz necessária em função dos ingredientes usados.

Além dos aplicativos, como iFood, Rappi e Uber Eats, você poderá encomendar o prato e retirá-lo pessoalmente na embalagem para viagem. A taxa de entrega não está embutida no valor do prato e deverá ser informada no ato da compra.

Camarão, peixe e porco

Crédito: Coco Bambu/Divulgação. Camarão Jurerê do Coco Bambu

Donos de restaurantes e chefs de cozinha têm até sexta-feira, 10 de julho, para fazer inscrição no festival delivery e escolher em qual categoria irão participar com suas criações. Como era de se esperar, o presidente da Abrasel, Beto Pinheiro, abriu a lista e inscreveu o seu Coco Bambu na primeira categoria. Camarão Jurerê, em homenagem à bonita praia na ilha de Santa Catarina, traz o crustáceo aromatizado com ervas de Provence puxado no azeite por R$ 100, que serve duas pessoas.

O chef Lui Veronese, (ex-Sallva) ainda em carreira solo, irá participar do Brasil Sabor Delivery com ceviche, carro-chefe do menu do extinto Cru, que ele comandava no âmbito do restaurante Oliver. Feito com um fresquíssimo peixe de carne branca, o ingrediente é cozido no limão e banhado com leite de tigre, que é o caldo resultante do peixe marinado com limão, cebola roxa, sal, pimenta, gengibre ralado, coentro picado e até salsão.

Ceviche do Lui

Há diversas variações de molho para o ceviche que, no Peru, vem acompanhado de choclo — o milho gigante peruano — e sua criação é tão antiga que vem antes de haver geladeiras, daí o uso do limão para retirar o aroma do peixe. Mas hoje não se fala mais nisso, o ceviche é um prato saborosíssimo que virou moda e é preparado com os melhores ingredientes. O do Lui vai custar R$ 50. Peça no 99999-6343 (whatsapp) ou no Instagram (@chefluiveronese).

Crédito: Leo Hamu. Costelinha de porco bem assada servida com molho barbecue de jabuticaba e acompanha de batata ao murro

Ninguém trata melhor a carne suína que Leo Hamu. Chef de cozinha e produtor rural de origem sírio-libanesa, ele tem suas raízes na cidade goiana de Formosa, de onde veio para Brasília e aqui fabrica bons sabores da cozinha caipira e internacional, como linguiça artesanal, boi no rolete, cordeiro e muitos outros. Leo optou pela segunda faixa de R$ 70 para entregar costelinha suína assada com barbecue de jabuticaba e batatas ao murro. Vai até R$ 210 se for para quatro pessoas.

Depois de encerradas as inscrições na sexta-feira, você pode conferir os pratos do festival no Instagram da Abrasel- DF.