Conhece o La Rubia Café? A gente te apresenta!

Publicado em

Reparou que o brasiliense agora sai para tomar uns drinques? Até pouco tempo atrás, não tinha disso. O happy hour era regado com um chope aqui, um uisquinho acolá, uma birita no bar ou um espumante, que permanece em alta. Drink, grafado em inglês com k, só as pessoas de mais idade, como a velha guarda, que ama os clássicos da coquetelaria mundial.

O Bloody Mary é um deles. Surgido nos anos 1920, nos Estados Unidos, em plena vigência da Lei Seca, era necessário que o drinque tivesse uma aparência ingênua, equação resolvida pelo barman Ferdinand Petiot, do Harry´s Bar de Paris, que o lançou no bar do Hotel Saint Regis, de Nova York, utilizando-se dos predicados da vodca, quase incógnita quando submetida ao palato camuflada pela inocente e apimentada companhia do suco de tomate temperado.

Crie seu Bloody Mary

Foto Bruno de Lima - www.brunodelima.com 21 98367-5870 - contato@brunodelima.com
Créditos: Bruno de Lima/Divulgação. Bloody mary com bacon

A International Bartenders Association (IBA) cravou em 62 o número de preparações que ostentam receitas padronizadas dignas de difundir a coquetelaria no mundo, entre elas a do famoso drinque cor de sangue, que ainda leva suco de limão, molho inglês, tabasco e pimenta, além da vodca e do suco de tomate. Para os jovens bartenders, o receituário não está engessado e eles criam livremente, como o Bloody Mary, que no La Rubia Café ganhou até sementes de coentro na interpretação do arquiteto brasiliense Marcelo Galo, um dos três sócios da casa que completa um ano este mês e autor do projeto.

Não só coentro, mas também molho de ostra, wassabi e até mesmo uma proteína espetada no palito sobre o copo. Pode ser bacon, linguiça, ovo de codorna, provolone, frango frito e kafta bovina. O cliente é quem escolhe: da vodca ao suco (limão ou laranja), do molho ao tempero e o acompanhamento, que pode ser um picles, um aipo, rabanete ou aspargo. Chega a ser lúdico montar o Bloody Mary, mas a brincadeira vai só até o dia 4. Depois disso, o drinque recupera sua roupagem tradicional por R$ 21,90.

Bons drinques

Drinque I need a husband
Drinque I need a husband

Duas dúzias de receitas exclusivas compõem o item “coquetéis da casa”, todos com nomes inusitados como I need a husband, de vodca com grenadine, laranja e jurubeba; la usurpadora, com chá de maçã e canela, Martini, limão, gengibre e espumante, e el macho de la rubia, com conhaque de alcatrão, licor de laranja e bacon em pó na borda. Gostei bastante do outside, de gim (Tanqueray), Aperol, suco de cranberry, xarope de baunilha, fumaça líquida de noz-pecã e tabasco por R$ 17,90.

Mistura de bar e casa notura, o La Rubia ocupa apenas uma lojinha, o número 44 do Bloco B da 404 Norte, que mais parece um teatro com cenário, letreiro em neon e cortinas que invadem a loja vizinha (uma bicicletaria) ao expandir o espaço. Design industrial e retrô se misturam na ambientação de três espaços: para dançar no piso superior; balcão tipo pub no térreo e mesinhas na área externa. É lá que se apresenta a atração da casa: La Rubia, a loura como o nome sugere, encarnada pelo talentoso proprietário, que aos sábados atua como DJ. Em eventos especiais, a drag queen ainda canta e dança.

Petiscos que agradam

Petiscos, como as drumetes e os cubos de filé-mignon empanados com molho à parmegiana estão no menu
Petiscos, como as drumetes e os cubos de filé-mignon empanados com molho à parmegiana estão no menu

Como ninguém bebe sem forrar o estômago, a casa oferece um menu de comidinhas, como ceviche, sanduíches e coxinha da asa de frango, drumete no menu. Empanadas e temperadas com especiarias as coxinhas vêm com geleia de bacon (seis unidades por R$ 29,90). Igualmente saborosas são as pelotas, uma seleção de almôndegas fritas de pernil e de galinha halal (abatida de acordo com os princípios do Islã) como vinagrete de babaçu, pequi com cachaça e manga por R$ 30, a porção.

Cubos de filé-mignon empanados com molho à parmegiana (R$ 44,90) é outro petisco delicioso sem falar no trivial pastel, que lá ganha um upgrade na escala gourmet. No conjunto de nove por R$ 23,90, você degusta pasteizinhos de queijo, de carne e de jambu. A casa funciona de terça a sábado, a partir das 18h. Telefone: 3202-1717.

Nas notes de sábado, a DJ La Rubia comanda as picapes
Nas notes de sábado, a DJ La Rubia comanda as picapes