23073F4E-961E-4145-A003-C104A374B363

Guia Copa da França: conheça o Grupo C, do Brasil e da estreante Jamaica

Publicado em Futebol

Por Emanuelly Fernandes e Mariana Fraga

Vai começar a oitava edição da Copa do Mundo. De 7 de junho a 7 de julho, 24 seleções vão em busca de conquistar o título na França. Por isso, o Elas no Ataque produziu um guia sobre os países que vão disputar o mundial. A cada dia, será publicado uma das seis chaves da competição. Conheça o Grupo C.

Brasil

Poucos países tiveram o privilégio de participar de todas as copas do mundo de futebol feminino e o Brasil é um deles. Nas duas primeiras edições as brasileiras ficaram na primeira fase, mas em 1999, na Copa do EUA, a equipe canarinho conseguiu um terceiro lugar, mostrando o grande avanço do país. A Seleção Feminina é sinônimo de resistência, perante ao descaso que a modalidade teve por anos. O futebol feminino chegou a ser proibido no país até 1979 e só foi regulamentada em 1983, quando a Seleção Masculina já era tricampeã mundial.

Em 2007 a seleção feminina conseguiu seus maiores feitos: foi campeã Pan-americana em casa, e conseguiu sua melhor colocação em Copa do Mundo, com o vice-campeonato conquistado na China. Na final a seleção perdeu para a Alemanha.

 

 

Melhor campanha: final (2007)
Participações em Copa: 7 (1991,1999, 1995, 2003, 2007, 2011, 2015)
Ranking da Fifa: 10ª posição

Passaporte para a França

Para carimbar o passaporte para sua oitava Copa do Mundo, a seleção disputou a Copa América Feminina em 2018. A equipe treinada por Vadão, venceu todas as sete partidas e marcou 31 gols, sofrendo apenas um, terminando a competição com o título e com uma média de 4,42 gols por jogo. A artilheira da competição foi Beatriz, que balançou as redes seis vezes.

Apesar da bela campanha para conseguir a vaga na Copa da França, a Seleção Brasileira chega na competição acumulando nove derrotas seguidas em amistosos de preparação.

Essa mina sou eu

A grande estrela da seleção brasileira é também a maior estrela do futebol feminino mundial. A atacante Marta, 33 anos, foi eleita seis vezes a melhor jogadora de futebol da modalidade, sendo que cinco vezes de maneira consecutiva. A alagoana está indo para sua quinta Copa do Mundo, ela estreou em 2003 com apenas 17 anos, e também estava na seleção que foi vice-campeã em 2007.

Camisa 10 e capitã da seleção canarinho, Marta é a maior artilheira da história da Copa feminina de futebol, com 15 gols. Em 2015 ela também se tornou a maior artilheira da seleção brasileira, quando ultrapassou Pelé.

Jogadora criativa, veloz,  que dribla, faz ‘’passes chaves’’ e tem a capacidade de acelerar as jogadas com apenas um toque na bola.

Dono da Prancheta

Oswaldo Alvarez, o Vadão, 62 anos, tem 30 anos de carreira como treinador. Ele está na sua segunda passagem pela Seleção Feminina. A primeira foi de 2014 a 2016, quando estreou no comando de uma equipe feminina. Nesses primeiros anos, ele conquistou com a seleção sua primeira Copa América e venceu os jogos Pan-Americano. Na Copa de 2015, caiu na oitavas de final. Vadão saiu logo após a disputa das Olimpíadas do Rio, em 2016, e regressou ao comando em setembro de 2017, conquistando outra Copa América. A França 2019, será sua segunda copa. No entanto,  a falta de padrão tático e o retrospecto do comandante no cargo preocupa. Nos últimos 10 jogos,  foram 9 derrotas da seleção brasileira.

Elenco completo

Goleiras: 1-BARBARA, A.E. Kindermann (BRA), 12-ALINE REIS, UDG Tenerife (ESP), 22-LETICIA, SC Corinthians (BRA)
Defensoras: 2-POLIANA, São José EC (BRA), 3-DAIANE,Paris Saint-Germain FC (FRA), 4-TAYLA, SL Benfica (POR) , 6-TAMIRES, Fortuna Hjorring (DEN), 13-L SANTOS, SC Sand (GER), 14-KATHELLEN, Girondins Bordeaux (FRA), 21-MÔNICA, SC Corinthians (BRA)
Meio Campistas: 5-THAISA, AC Milan (ITA), 7-ANDRESSA, FC Barcelona (ESP), 8-FORMIGA, Paris Saint-Germain FC (FRA), 15-CAMILA, Orlando Pride (USA), 17-ANDRESSINHA, EC Iranduba (BRA), 18-LUANA, Jeonbuk KSPO WFC (KOR)
Atacantes: 9-DEBINHA, NC Courage (USA), 10-MARTA, Orlando Pride (USA), 11-CRISTIANE, Sao Paulo FC (BRA), 16-BEATRIZ, Hyundai Steel Red Angels (KOR), 19-LUDMILA, Atlético Madrid (ESP), 20- RAQUEL, Sporting Huelva (ESP), 23-GEYSE, SL Benfica (POR)

Jogos da fase de grupos
9 de Junho: Brasil x Jamaica (10h30; Stade des Alpes, Grenoble)
13 de Junho: Austrália x Brasil (13h;Stade de la Mosson, Montpellier)
18 de Junho: Itália x Brasil (16h; Stade du Hainaut, Grenoble)

Austrália

A seleção australiana participou de todas as edições da Copa do Mundo de Futebol feminino e vem fazendo progressos interessantes. Em 2015, foi a responsável por eliminar o Brasil nas oitavas de final da competição e conseguiu assim sua primeira vitória em fase eliminatória. Enquanto fazia parte da Confederação de Futebol da Oceania, ela foi tricampeã da Copa Feminina das Nações da OFC. Desde 2006, a Austrália é filiada a Confederação Asiática de Futebol, em 2010 venceu a Copa da Ásia de Futebol Feminino. O país é candidato a sede para o mundial de 2023 e começou um programa de formação para novas Matildas, maneira como as jogadoras são chamadas.

 

 

Melhor campanha: quartas de final (2007, 2011, 2015)
Participações em Copa: 6 (1995,1999, 2003, 2007, 2011, 2015)
Ranking da Fifa: 6ª posição

Passaporte para a França

O futebol feminino australiano chega em solo francês com grandes pretensões. A equipe perdeu apenas uma vez em 19 jogos durante um período de 12 meses, começando em março de 2017. Esta será sua oitava participação em Copa do Mundo e as Matildas buscam chegar além das quartas de final, conseguida no Canadá, em 2015. Na disputa da Copa da Ásia de Futebol Feminino para conseguir a vaga para a Copa, a equipe passou por performances de destaque, como na vitória de 8 x 0 contra o Vietnã, e de momentos de sufoco, como na semifinal contra a Tailândia, que elas venceram nos pênaltis. Na final elas acabaram perdendo para o Japão e ficando com o vice-campeonato pela terceira vez em cinco torneios.

Essa mina sou eu

Sam Kerr, 25 anos, é a grande jogadora da Austrália. Apesar de muito jovem a emblemática jogadora já é inspiração para muitas australianas que se interessam pelo futebol. Em 2018 ela ficou em quinto lugar na Bola de Ouro feminina. Atualmente a atacante defende a equipe de Chicago Red Stars e é a maior artilheira da NWSL, liga americana de futebol feminino, e da W-League, a liga australiana.

 

Dono da Prancheta

O comandante das Matildas é o experiente Alen Stajcic, 45 anos, que está a frente da equipe desde 2014. Atualmente ele é o único técnico nascido na Austrália que conseguiu vencer uma partida em uma Copa do Mundo da FIFA. Em 2016, conseguiu classificar a seleção feminina australiana para os Jogos Olímpicos pela primeira vez em 12 anos. Sob a tutela de Stajcic, a Austrália teve uma evolução considerável, ocupando atualmente o 6º lugar no ranking da FIFA.

Elenco completo

Goleiras: 1-WILLIAMS, Reign FC (USA), 12-MICAH, UCLA (USA), 18-ARNOLD, Brisbane Roar (AUS)
Defensoras: 2-SIMON, Newcastle United Jets FC (AUS), 4-POLKINGHORNE, Houston Dash (USA), 5-ROESTABAKKEN, Canberra United (AUS), 7-CATLEY, Reign FC (USA), 14-KENNEDY, Orlando Pride (USA), 21-CARPENTER, Portland Thorns FC (USA), 23-ALLEN, Melbourne Victory (AUS)
Meio Campistas: 3-LUIK, Levante UD (ESP), 6-LOGARZO, Washington Spirit (USA), 8-KELLOND-KNIGHT, Reign FC (USA), 10-VAN EGMOND, Orlando Pride (USA), 13-YALLOP, Klepp IL (NOR), 19-GORRY, Brisbane Roar (AUS), 22-HARRISON, Sydney FC (AUS)
Atacantes: 11-DE VANNA, Sydney FC (AUS), 9-FOORD, Portland Thorns FC (USA), 15-GIELNIK, Melbourne Victory (AUS), 16-RASO, Portland Thorns FC (USA), 17-FOWLER, Bankstown City Lions (AUS),20- KERR, Chicago Red Stars (USA)

Jogos da fase de grupos
9 de Junho: Austrália x Itália (8h; Stade du Hainaut, Grenoble)
13 de Junho: Austrália x Brasil (13h;Stade de la Mosson, Montpellier)
18 de Junho: Jamaica x Austrália (13h; Stade des Alpes, Grenoble)

Itália

 

A seleção Italiana está de volta a Copa do Mundo Feminina depois de 20 anos. Em solo francês a Azzurra irá apenas para sua terceira participação. Sua melhor exibição aconteceu na edição inaugural do torneio, em 1991, quando conseguiu chegar nas quartas de final. Em 1999, caiu na primeira fase, ficando em terceiro em um grupo que tinha a Seleção Brasileira. Na ocasião elas perderam para o Brasil, arrancaram um empate com a Alemanha e venceram o México.

Melhor campanha: quartas de final (1991)
Participações em Copa: 2 (1991,1999)
Ranking da Fifa: 15ª posição

Passaporte para a França

As italianas carimbaram seu passaporte para França com um jogo de antecedência, depois de uma bela campanha nas Eliminatórias européias. Elas conseguiram uma sequência de sete vitórias, com 18 gols marcados e apenas dois sofridos. A Itália estava no Grupo 6, com: Bélgica, Portugal, Romênia e Moldávia. A segunda colocada do grupo foi a Bélgica.

Essa mina sou eu

Barbara Bonansea, 27, anos, pode jogar como atacante e meio-campista. Ela já defendeu o Torino, Brescia e, desde 2017, veste as cores da Juventus. A atleta foi uma dos grandes destaques da Itália na corrida para chegar na França 2019. Ela tem 48 jogos pela Azzurra e já balançou as redes 17 vezes.

Dona da Prancheta

A Itália está sob o comando da ex-zagueira Milena Bertolini, 52 anos. Como jogadora, ela passou 15 temporadas disputando a primeira divisão italiana. Bertolini é uma das duas mulheres a ter licença para treinar equipes masculinas da Serie A da Itália, a certificação foi adquirida em 2010. Ela assumiu a Azzurra em 2017 e conseguiu classificar a equipe para a Copa do Mundo, depois de 20 anos.

Elenco completo

Goleiras: 1-GIULIANI, Juventus FC (ITA) , 12-MARCHITELLI, CF Florentia (ITA), 22-PIPITONE, AS Roma (ITA)
Defensoras: 3-GAMA, Juventus FC (ITA), 5-LINARI, Atlético Madrid (ESP), 7-GUAGNI, ACF Fiorentina (ITA), 13-BARTOLI, AS Roma (ITA), 16-FUSETTI, AC Milan (ITA), 17-BOATTIN, Juventus FC (ITA), 20- TUCCERI, AC Milan (ITA)
Meio Campistas: 2-BERGAMASCHI, AC Milan (ITA), 4-GALLI, Juventus FC (ITA), 6-ROSUCCI, Juventus FC (ITA), 8-PARISI, Fiorentina (ITA), 11-BONANSEA, Juventus FC (ITA), 15-SERTURINI, AS Roma (ITA), 21-CERNOIA, Juventus FC (ITA) , 23-GIUGLIANO, AC Milan (ITA)
Atacantes: 9-SABATINO, AC Milan (ITA) , 10- GIRELLI, Juventus FC (ITA), 14-TARENZI, Chievo (ITA), 18-MAURO, ACF Fiorentina (ITA),19-GIACINTI, AC Milan (ITA)

Jogos da fase de grupos
9 de Junho: Austrália x Itália (8h; Stade du Hainaut, Grenoble)
14 de Junho: Jamaica x Itália (13h;Stade Auguste-Delune,Reims )
18 de Junho: Itáliax Brasil (16h; Stade du Hainaut, Grenoble)

Jamaica

 

Há 21 anos a equipe masculina da Jamaica estreava em uma Copa do Mundo, na França em 1998. Por coincidência a equipe feminina também irá estrear em um mundial no mesmo país europeu. Esta é a primeira vez que um país caribenho se classifica para Copa feminina. Chamadas de Reggae Girlz, as jamaicanas recebem apoio financeiro de Cedella Marley, primogênita do famoso cantor Bob Marley.

Melhor campanha: não possui
Participações em Copa: não possui
Ranking da Fifa: 53ª posição

Passaporte para a França

A Jamaica terminou o Campeonato da CONCACAF em terceiro lugar. Elas perderam as semifinais para o EUA, e derrotou o Panamá nos pênaltis na disputa pelo bronze, o que assegurou sua vaga na França 2019.

Essa mina sou eu

Jody Brown é a grande destaque da seleção jamaicana e tem apenas 17 anos. A jovem foi eleita a melhor jogadora jovem do Campeonato da CONCACAF. A atacante teve performances impressionantes durante a competição e marcou um dos gols da Jamaica no empate com o Panamá na disputa pelo terceiro lugar. Na ocasião a partida terminou 2 x 2 e elas ganharam nos pênaltis, por 4 x 2.

 

Dono da Prancheta

Na Copa da França,  Hue Menzies, 55 anos, é o comandante da Jamaica. O ex-jogador possui mais de 30 anos de experiência como treinador, principalmente quando se trata de futebol universitário dos Estados Unidos. Menzies assumiu a seleção feminina jamaicana em 2015, quando foi chamado por Cedella Marley, para conduzir o projeto que culminaria na vaga para Copa da França 2019.

Elenco completo

Goleiras: 1- SCHNEIDER GK Univ. North Carolina (USA), 13-MCCLURE GK Sion Swift LFC (NIR), 23-JAMIESON GK Papakura City FC (NZL)
Defensoras: 3-HUDSON-MARKS, Univ. Memphis (USA), 5-PLUMMER, UCF Knights (USA), 9-SWEATMAN; Szent Mihaly (HUN), 14-BLACKWOOD, Univ. West Florida (USA), 16-BOND-FLASZA, PSV Eindhoven (NED), 17-A. SWABY, AS Roma (ITA), 19-PATTERSON, Pink Sport Time (ITA)
Meio Campistas: 3-HUDSON-MARKS, Univ. Memphis (USA), 5-PLUMMER, UCF Knights (USA), 9-SWEATMAN; Szent Mihaly (HUN), 14-BLACKWOOD, Univ. West Florida (USA), 16-BOND-FLASZA, PSV Eindhoven (NED), 17-A. SWABY, AS Roma (ITA), 19-PATTERSON, Pink Sport Time (ITA)
Atacantes: 10-BROWN, Montverde Academy (USA), 11-SHAW, Univ. Tennessee (USA), 15-CAMERON, Stabaek IF (NOR), 18-CARTER, AS Roma (ITA), 20- C. MATTHEWS, Washington Spirit (USA), 21-ADAMOLEKUN, United Soccer Alliance (USA), 22-GREY, Washington Huskies (USA)

Jogos da fase de grupos
9 de Junho: Brasil x Jamaica (10h30; Stade des Alpes, Grenoble)
18 de Junho: Jamaica x Austrália (13h; Stade Auguste-Delune II,Reims)
14 de Junho: Jamaica x Itália (16h;Stade du Hainaut, Grenoble)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*