Tropeço do MEC: troca s por z

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Em 1968, o governo militar quis acabar com o analfabetismo de adultos. Criou o Movimento Brasileiro de Alfabetização, mais conhecido por Mobral. A história durou 15 anos. Fracassou. Muitos pensam ressuscitá-la com apoio das novas tecnologias. Dará certo? Antes de lançar o Novo Mobral, o método será testado. As cobaias serão o ministro da Educação e o presidente do Inep. Ambos tropeçam nos primeiros passos […]

Ops! O ministro da Educação tropeça no z

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

O ministro da Educação escreveu: “Com a redução de bolsistas de mestrado e doutorado, há paralização de pesquisas e risco de evasão de pesquisadores para atuação no exterior”. No parágrafo seguinte, escreveu de novo: “O referencial monetário apresentado ao MEC impossibilita a destinação de menos da metade do orçamento que as universidades e institutos possuem atualmente. Com isso, haverá a paralização de cursos, campi e possivelmente instituições inteiras”. Satisfeito, assinou […]

S e z: paizinho e paisinho

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

O diminutivo de pai? Olho vivo, filho apressado. Ele se forma com a ajuda do sufixo –inho. Para chegar a paizinho, pede a ajuda do z. A lanterninha do alfabeto funciona como ponte. Recebe, por isso, o nome de consoante de ligação. O aumentativo segue o mesmo caminho. Cola-se ao sufixo –ão graças ao socorro do z — paizão. Sem balbúrdia Muitos confundem paizinho com […]

PesquiSar com s. CiviliZar com z. Por quê?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

A chave da resposta se encontra no nome que dá origem ao verbo. Pesquisar deriva de pesquisa. Ora, se pesquisa tem s no radical, nada mais justo que ele se mantenha no verbo. É o caso de bis (bisar), catálise (catalisar), análise (analisar), liso (alisar), improviso (improvisar). O is faz parte da palavra primitiva. O verbo se formou com o acréscimo do ar. Viu? O […]

Consoantes usam máscara

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

As consoantes são loucas por disfarces. Com elas, retornam os tempos das saturnais romanas. Eram festas que celebravam a volta da primavera. A estação simboliza o renascer da natureza depois do rigor do inverno. Era período alegre. Os servidores públicos entravam em recesso. Os tribunais fechavam as portas. Nenhum criminoso podia ser punido. Libertavam-se os escravos pra assistir aos festejos. As famílias ofereciam banquetes. Durante […]

Atraso, atrasar: o porquê do s

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Viva! Adeus, horário de verão. É hora de atrasar o relógio. E lembrar por que atrasar & família se grafam com s. A história tem a ver com regra pra lá de produtiva. Trata-se da todo-poderosa família. “Tal pai, tal filho”, prega ela. Em bom português: as palavras derivadas seguem a primitiva, ou seja, mantêm a grafia original sem tossir nem mugir. O clã atrasado […]