Propriedade vocabular: demitir e exonerar

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Ufa! A novela Bebianno não chega ao fim. Jornais, rádios, tevês, sites e blogues apostam todos os dias. Uns dizem “a demissão será publicada hoje”. Outros falam em “exoneração”. E daí? O ministro é demissível ad nutum. Tradução: ele ocupa cargo de confiança. Sem estabilidade, pode perder o cargo segundo o humor do patrão — a qualquer momento. E daí? Ele é demitido ou exonerado? […]

Propriedade vocabular: temperatura

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Que calor! Brasília parece um forno. Boa parte do Brasil também. Daí por que entraram em cartaz quatro adjetivos — quente, frio, alto, baixo. Atenção para a propriedade vocabular. Frio e quente usam-se para tempo (tempo quente, tempo frio, dia quente, dia frio, tarde quente, tarde fria). A temperatura não pode ser quente nem fria. É alta ou baixa.

Aviso no elevador: 5 erros

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Os olhos funcionam como câmeras. Fotografam tudo que veem. Nada escapa. Nem as palavras. Os ouvidos têm outros interesses. Não estão nem aí pras imagens. Só querem saber de sons. Como esponjas, absorvem o que ouvem. Resultado: a gente vê ou ouve mensagens de certas placas, certos avisos, certas propagandas pela primeira vez. Acha-as esquisitas. Mas depois, tantas vezes repetidas, parecem naturais. Mas não são. […]

Penalizar e punir: diferença

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

A propriedade vocabular pega bem como usar o cinto de segurança, pedir licença ao interromper uma conversa, dar boa-tarde ao entrar no elevador, distinguir penalizar e punir. Penalizar significa causar pena, solidariedade, pesar. Punir é castigar: A situação dos imigrantes venezuelanos nos penaliza. É preciso punir quem desrespeita os limites de velocidade.

Propriedade vocabular: realizar

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Realizar virou modismo. Não o use no lugar de fazer, promover, celebrar. Use-o só no sentido de tornar real. Em vez de “realizar missa, batizado e casamento”, é melhor celebrar. Em vez de “realizar curso ou oficina”, promover (quando é instituição) e ministrar (quando é professor). Em vez de “realizar show”, estreia ou apresenta o show. Em vez de “realizar exposição”, abrir exposição, inaugurar, apresentar. […]