Abreviatura: ponto, plural, acento

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

  A abreviatura é apressadinha. A língua colabora. Impõe regras para usá-las como manda o figurino. São três exigências. Uma: o ponto final. Outra: o s do plural. A última: o acento da grandona original: caps., cias., sécs., págs. Símbolos, pesos e medidas Hora, minuto, segundo, metro, quilograma, litro e respectivos derivados (quilômetro, grama, decilitro) jogam no time do sem-sem-sem — sem ponto, sem espaço […]

Etc.: pontuação e manha

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Etc. tem ponto no final? Tem. Coincide com o ponto no fim da frase? Sem problema. Fique com um só: Comprei laranja, banana, maçã, pêssego etc. (A vírgula antes do etc. é facultativa.) Que tal mandar o trio pras cucuias? Há um jeito. Não use o e entre o penúltimo e o último termo da enumeração. A ausência da conjunção significa etc. Veja: Gosto de […]

Ponto: dentro ou fora das aspas?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

A gente nunca tem certeza do lugar certo do ponto. Na dúvida, chuta. Não dá outra. A lei de Murphy diz presente. O que tem que dar errado, dá. E daí? Só há uma saída – aprender. Guarde isto: 1. Se o período começa e termina com aspas, o ponto faz parte dele. Vai dentro: “A gramática precisa apanhar todos os dias para saber quem […]

Ponto: números

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Ops! Ao escrever os números, usamos ponto a cada três algarismos – 1.426, 12.122, 3.342.600. Mas, ao indicar o ano, a história muda de enredo. Vem tudo coladinho. Assim: Ele nasceu em 1946. Trabalha em São Paulo desde 2000. Em 2014, o Brasil foi sede da Copa do Mundo. Em 2019, o Palácio do Planalto terá novo inquilino.

Ponto e aspas

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

O detalhe faz a diferença. Um texto caprichoso não cai do céu nem salta do inferno. É fruto da atenção plena. Pormenores aparentemente sem importância ganham relevo. É o caso das aspas. Ora as danadas abrigam o ponto. Ora deixam-no de fora. Como saber? Se o período abre e fecha com aspas, o ponto vai dentro da duplinha: “Não existe crime organizado. Existe polícia desorganizada.” […]

Aspas: adeus, dúvidas

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

As aspas, urubus do texto, devem ser usadas com parcimônia. Empregue-as obrigatoriamente em: 1. Citação: “A democracia seria o regime ideal se a liberdade solucionasse o problema econômico.” (Júlio Furtado) 2. Declaração literal: O presidente criticou, indignado, o que o deputado chamou de “oportunismo eleitoreiro”. 3. Palavras empregadas em sentido diferente do habitual (em geral com ironia): Os participantes dos arrastões querem “administrar” os bens […]

Números: grafia, emprego e curiosidade

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Números cardinais: 1. Separe por ponto as classes (exceto em datas): 4.316, 1.324.728, mas 1994. 2. Só faça aproximação com números redondos: cerca de 300 pessoas (nunca cerca de 92 pessoas). 3. Use algarismos e palavras para números redondos: 40 mil, 24 milhões, 7 bilhões. 4. No início do período, dê passagem ao numeral por extenso: Vinte e cinco textos foram produzidos nas últimas horas. […]