Diretor-geral: por que o hífen?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

A troca do diretor-geral da Polícia Federal foi o pomo da discórdia. Bolsonaro queria substituí-lo. Moro queria mantê-lo. No sai, não sai, ambos saíram. O fato virou manchete. Com a notícia, pintou a  polêmica. Uns escreveram o cargo em disputa com hífen. Outros sem. E daí? A reforma ortográfica uniformizou o emprego do hífen com o adjetivo geral. Geral sempre pede o tracinho: secretário-geral, diretor-geral, […]

Cela e sela: emprego

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Os hackers de Araraquara estavam presos nas instalações da Polícia Federal em Brasília. Eles ocupavam celas ou selas? A pronúncia é a mesma. Mas os significados não se conhecem nem de cumprimento: Cela = aposento, quarto de dormir pequeno, quarto de penitenciária. Sela = arreio de cavalo, forma do verbo selar (eu selo, ele sela, nós selamos, eles selam). Conclusão: Os hackers de Araraquara estavam […]

Falso plural: tropeço do G1

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

“Suspeitos de desviar R$ 40 milhões de prefeitura do Pará são alvos de operação”, escreveu o G1. Cochilou. O falso plural confundiu o portal de notícias da Globo. Por quê? Deixa-se no singular o substantivo abstrato que, depois de verbo de ligação (ser, estar, tornar-se, virar, constituir), caracterize genericamente o sujeito plural. É o caso: Suspeitos de desviar R$ 40 milhões de prefeitura do Pará são […]

Operação Tritão: origem do nome

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

A Polícia Federal deflagrou a Operação Tritão. Administradores das Docas de Santos tremeram nas bases. Com razão. Até o presidente foi pro xilindró, acusado de desviar milhões pra engordar contas bancárias particulares. Entre tantas falcatruas, chamou a atenção algo diferente — o nome Tritão. O que o ente da mitologia grega tem a ver com a história santista? Resposta: a água. Tritão era filho de […]