Hífen: pré-carnaval & cia.

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

O pré-carnaval está a toda. Blocos fazem a festa nas ruas. O samba no pé impera. A alegria, além da festa, trouxe às manchetes o prefixo pré-. A questão: quando usá-lo com hífen? A resposta é meio tucana. Em geral, o trio exige o tracinho, sobretudo quando a pronúncia aberta se torna bem clara. É o caso de pré-escola, pré-vestibular, pré-estreia, pré-datado, pré-escolar, pré-diluviano, pré-história, […]

Hífen: contra-ataque & cia.

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Quem diz o que quer sofre o que não quer. O ministro da Economia chamou os servidores públicos de parasitas. A resposta veio rápida. Categorias preparam contra-ataque. Entre as medidas anunciadas, ações judiciais e manifestações de rua. A notícia ensina uma lição gramatical. Contra–ataque pede hífen pela mesma razão que anti–imperialismo, super–região, micro–ondas, sub–bloco & cia. O encontro de letras iguais dá curto-circuito. Pra evitar […]

Hífen: 3 regras de ouro

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

 Hífen é castigo de Deus. São tantas regras e tantas exceções que até o Senhor tem dúvida na hora de usar o tracinho. Mas Ele é generoso. Põe à disposição dicionários e gramáticas que nos tiram da enrascada. Mas, sem obras de consulta por certo, guarde estas três regras de ouro. Elas se referem aos prefixos. 1. O H é majestoso. Não se mistura. Diante […]

Flamengo é bicampeão, bi-campeão ou bi campeão?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Viva! O Flamengo foi ao Peru e trouxe a taça. É bicampeão da América. Pra ele, aplausos da torcida rubro-negra e dos brasileiros. De quebra, uma diquinha de português. Os prefixos multiplicativos — bi, tri, tetra, penta, hexa — têm manhas. Uma delas se refere à grafia. Eles seguem as três regras de ouro do emprego do hífen. Uma O h, majestoso, não se liga […]

Russo e ruço: emprego

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Russo, o originário da Rússia, forma compostos. Olho na grafia! Os adjetivos pátrios pedem hífen (russo-americano, russo-brasileiro, russo-germânico). Os demais compostos mandam o tracinho pras cucuias: russofobia (pavor de russo), russófilo (amigão dos russos).  Tá ruço Sem confusão, marinheiros de poucas viagens. Russo e ruço não se conhecem nem de elevador. Russo é o natural ou originário da Rússia. Ruço quer dizer pardacento, complicado: A […]

Hífen: auto-

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Juan Gerardo Guaidó se autoproclamou presidente da Venezuela em março. Jeanice Áñez seguiu a receita. Autoproclamou-se presidente da Bolívia dias atrás. Se a moda pega… Enquanto a certeza não vem, vale uma dica. O prefixo auto– pede o tracinho quando seguido de h e o. No mais, é tudo colado como unha e carne: auto-hipnose, auto-organização, autoescola, autoproclamar, autorregulação, autossuficiente, autoexílio.