Pleonasmo: há…atrás

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Haver é verbo cheio de compromissos. Entre os 1001 empregos, encontra-se a indicação de tempo. Ele sempre olha pra trás. Indica o passado:  Trabalho na Câmara há 10 anos. Juscelino inaugurou Brasília há quase 60 anos. A reunião terminou há pouco.   O futuro fica por conta da preposição a: Chego daqui a pouco. Estamos a poucos dias do carnaval. A dois meses da mudança, […]

Reaver: conjugação

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Receita apreendeu R$ 3,8 milhões de viajantes em 20019. Eles transportam boladas de dinheiro ou obras de arte sem declarar. Resultado: caem nas malhas da fiscalização. O assunto é notícia. “Muitos tentaram, mas poucos reaviram os bens”, disse o repórter. Bobeou. Quem vê cara não vê formação. Reaver que o diga. À primeira vista, o verbinho tem pinta de derivado de ver. Mas é só […]

Ele reouve? Ele reaviu?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

“Candidato eliminado de concurso reaviu cargo”, escreveu o jornal. Confundiu a paternidade de reaver. Ele é filho de haver. Quer dizer haver de novo (recuperar). Muitos escrevem reavejo,  reaviu como se o verbo fosse derivado de ver. Bobeiam. Reaver só se conjuga nas formas em que aparece o v do paizão: houve (reouve), haveria (reaveria), haverão (reaverão). A frase nota mil é esta: Candidato eliminado […]

Boris assumiu a 99 dias do Brexit? Há 99 dias?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Boris Johnson é o novo primeiro-ministro inglês. Ele assume o poder com um senhor desafio — promover a saída do país da União Europeia (Brexit). Trata-se de divórcio pra lá de complicado. A razão: não há regras para a separação. E faltam só 99 dias para o adeus. Jornais divulgaram o fato. Alguns escreveram “há 99 dias do Brexit, Boris Johnson não tem plano concreto”. […]

Haver e a ver: emprego

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Haver ou a ver? Como não confundir as duas formas que soam do mesmo jeitinho? Faça o jogo do troca-troca. Se o a for substituível por que, dê a vez ao a ver. Caso contrário, o haver pede passagem: Este caso não tem nada a (que) ver com aquele. Minha história tem tudo a (que) ver com a de Paulo. Vai haver festa aqui?   […]

Tropeço do ministro da Educação

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

“Haviam emendas parlamentares de R$ 55 milhões para recuperar o museu”, disse o ministro da Educação. Uiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii! Abraham Weintraub tropeçou na concordância. Ele faltou à aula em que o professor ensinou liçãozinha pra lá de repetida. No sentido de existir, o verbo haver é impessoal. Só se conjuga na 3ª pessoa do singular: Havia emendas parlamentares de 55 milhões para recuperar o museu. Superdica Na […]

Verbo haver: impessoalidade contagiosa

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Dizem que as pessoas se dividem em dois grupos. Umas nasceram para dar duro. Outras, para viver no bem-bom. Na língua ocorre o mesmo. Há as palavras batalhadoras e as amantes da sombra e água fresca. Entre as primeiras, estão os verbos que se conjugam em todas as pessoas, tempos e modos. Veja, por exemplo, o laborioso trabalhar: eu trabalho, tu trabalhas, ele trabalha, nós […]

Acerca de, cerca de, a cerca de, há cerca de: quando usar

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Acerca de = sobre, a respeito de: Pronunciou-se acerca da oscilação do dólar. Cerca de = aproximadamente: Recebeu cerca de R$ 500. Há cerca de indica contagem de tempo passado (faz aproximadamente): Viajou há cerca de dois meses. A cerca de exprime tempo futuro: Viajará daqui a cerca de dois meses. A cerca de dois meses das eleições, regras do pleito podem ser mudadas.  

A ver ou haver? Depende

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Haver ou a ver? Como não confundir as duas formas que soam do mesmo jeitinho? Faça o jogo do troca-troca. Se o a for substituível por que, dê a vez ao a ver. Caso contrário, o haver pede passagem: Este caso não tem nada a que) ver com aquele. Minha história tem tudo a (que) ver com a de Paulo. Vai haver festa aqui?

Ganho e ganhado: quando usar

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Ganhar, verbo abundante, tem dois particípios – ganhado e ganho. Quando usar um e outro? Ganhado se usa com os auxiliares ter e haver:tinha ganhado, havia ganhado. Ganho tem a vez com ser e estar: é ganho, está ganho. Olho vivo Modernamente, há forte preferência pelo emprego de ganho com todos os auxiliares: tem ganho, havia ganho, foi ganho, estava ganho.