Agosto: origem do nome

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Adeus, julho. Bem-vindo, agosto. O hoje oitavo mês do ano era o sexto. Daí o nome original sextilis. A história da mudança vem de longe, do Império Romano. Tem ingredientes de poder e de inveja. O imperador Otávio Augusto conquistou três vitórias nesse mês. Como auto-homenagem, nomeou-o com o próprio nome (augustus). Mas havia um senão. Sextilis só tinha 30 dias. Julho, cujo nome reverencia […]

Pôr e derivados: grafia e conjugação

Publicado em 1 Comentárioportuguês

Eta família maltratada! Ela sofre mais que escravo no tronco. Apanha na grafia e na conjugação. Mas, como nesta vida tudo passa, o martírio do clã pode chegar ao fim. Basta aprender duas regras: Só o s tem vez. As formas em que soa o fonema z escrevem-se com s (pus, pôs, pusemos, puser, pusesse, compuser, depuséssemos). Por quê? Sem aparecer no infinitivo (pôr), a […]

Rapidez & cia.: o porquê do z

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

“Falta rapidez à Justiça”, dizem baianos, goianos & cia. verde-amarela. E não é de hoje. Há processos rolando desde os primórdios do século passado. E daí? Enquanto a agilidade não vem, vale matar a curiosidade da leitora Janaína Bordes. Ela pergunta por que rapidez se escreve com z. A resposta: porque as palavras têm pai e mãe. Rapidez é filho de adjetivo (rápido). Substantivos abstratos […]

Expressões latinas: grafia

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

A semana usou e abusou de duas expressões latinas. Uma delas: habeas corpus. A duplinha é o nome da lei inglesa que garante a liberdade individual. Em português claro, quer dizer “que tenhas o corpo livre para te apresentares ao tribunal”. A outra: dura lex, sed lex. Tradução: a lei é dura, mas é lei. Reparou? As expressões latinas não têm acento nem hífen. Se […]

Futebol e língua: vocativo e hífen

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Eta semana emocionante! A quarta-feira bateu recorde. No mesmo dia, duas sensações diferentes. Uma delas: o gostinho da revanche. A história começou com a derrota da Alemanha. Os campeões do mundo voltaram pra casa na primeira fase. Brasileiros se divertiram. Uns disseram que os germânicos são esbanjadores. Desperdiçaram todos os gols contra o Brasil. Não pensaram no futuro. Outros lembraram a falta de foco. O […]

Erramos 3: grafia da sigla

Publicado em 2 Comentáriosportuguês

“Com o colapso do socialismo, o plano da Grande Sérvia deu lugar à recidiva de sua balcanização após os bombardeios da OTAN em 1999”, escrevemos na pág. 2. Viu? Bobeamos na grafia da sigla. Por quê? Escrevem-se todas as letras maiúsculas: 1. se a sigla tiver até três letras: Organização das Nações Unidas (ONU), Ministério da Educação (MEC), unidade de terapia intensiva (UTI), Polícia Militar […]

Castanha-do-pará, banho-maria & cia: por que letra minúscula?

Publicado em 6 Comentáriosportuguês

Os nomes próprios se escrevem com inicial grandona. É o caso de João, Maria, Pará, Colônia, Brasil. Às vezes, porém, eles entram na composição de substantivos comuns. O resultado é um só. Tornam-se vira-latas: joão-de-barro, castanha-do-pará, água-de-colônia, pau-brasil, banho-maria, maria vai com as outras. Nome de disciplinas tem pedigree. Português, Inglês, Francês, Espanhol, quando matéria estudada na escola, ganham inicial grandona. As mesmas palavras, ao […]