Cor-de-rosa com hífen. Cor de laranja sem hífen. Por quê?

Publicado em 1 Comentárioportuguês

Segunda começa o Outubro Rosa. A campanha para o combate ao câncer de mama adotou a cor que tradicionalmente simboliza o feminino. Ao divulgá-la, pintou a pergunta. Por que cor-de-rosa se escreve com hífen? E cor de laranja, cor de gelo, cor de marfim dispensam o tracinho? A reforma ortográfica cassou o hífen de palavras compostas. Entre elas, as composições de dois ou mais vocábulos […]

Por que quiser se escreve com s?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Você confunde esses e zês? Todo mundo confunde, não é? Rafael também. Outro dia, ele estava escrevendo um bilhete. Na hora de escrever “se Deus quiser”, pintou a dúvida. Quiser se grafa com s ou z? Perguntou ao irmão. João Marcelo deu a dica. O xis da questão é o nome do verbo. No caso é querer. Em querer não aparece o zê. Então o […]

Erramos: maiúsculas e minúsculas

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

“Ciro Gomes, candidato do PDT à presidência da República, deu entrada no Hospital Sírio-Libanês”, escrevemos na pág. 2. Viu? Tropeçamos no emprego das maiúsculas. Presidente é cargo. Escreve-se com inicial pequena. Presidência é instituição — pede inicial grandona. Melhor: Ciro Gomes, candidato do PDT à Presidência da República, deu entrada no Hospital Sírio-Libanês.

Réquiem: significado e curiosidade

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Em campanha eleitoral, pesquisas aparecem a torto e a direito. Candidatos sobrem, candidatos caem. Alguns despencam. Os inimigos não deixam por menos. Ironizam: “Vamos encomendar o réquiem”. Que bicho é esse? É prece para os mortos. Substantivo masculino, escreve-se desse jeitinho. Curiosidade Réquiem vem do latim requiem, descanso. É também o nome de uma missa de Mozart. A história é curiosa. Um dia um desconhecido, […]

Raios X: grafia e curiosidade

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Singular? Plural? Com hífen? Sem hífen? Chega de perguntas. Eis a resposta: raios X  se escreve assim. Curiosidade Wilhelm Rontgen, o descobridor dos raios X, era filho de tecelão. Estudou na escola técnica de Utrecht, de onde foi expulso por supostamente fazer caricatura de um dos professores. Em 1865, foi reprovado por um dos professores que haviam participado de sua expulsão e não entrou na […]