No time comum

Publicado em Deixe um comentárioformação de palavras, Grafia, hífen

Alguém tem coragem de dizer que é a favor da corrupção? Embora haja muitos adeptos do passar a mão nos recursos do erário, ninguém declara abertamente ser pró-roubalheira. Mas, na prática, não faltam candidatos loucos pra engordar a conta bancária com jeitinhos pouco ortodoxos. Pra frear a desenvoltura com que os amigos do alheio agem neste país tropical, tramita no Congresso projeto anticorrupção. Anticorrupção? A […]

Diquinha de folclore 4

Publicado em Deixe um comentárioDiquinhas, formação de palavras, Grafia, hífen

Curupira, o diabo da floresta. Uiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii! Que medo! Gritos se ouvem na mata. Assovios ensurdecedores atravessam rios e árvores. É o Curupira que se aproxima. Corra! A criatura é um anão de cabelos vermelhos e dentes verdes. Tem os pés virados pra trás pra enganar quem o persegue. Os índios o chamam de o diabo da floresta. Com razão. Ele odeia gente. Sabe por quê? […]

Pais e filhos

Publicado em Deixe um comentárioGrafia, hífen

A Justiça apanha sem dó nem piedade. De um lado, sofre sobrecarga de processos. De outro, demora na solução. Acusam-na de morosidade. Todos querem rapidez. Com razão. Por que não se busca um jeito de dar um jeito? Enquanto a resposta não vem, vale uma diquinha de português. Rapidez se escreve com z porque é substantivo abstrato derivado de adjetivo (rápido). Exemplos pululam na língua: […]

Super

Publicado em Deixe um comentáriodad, dicas, Grafia, hífen

O prefixo super– indica dimensões superiores. Nem por isso é melhor que os irmãos. Um e outros dão trabalho no emprego do hífen. Mas o dissílabo, apesar da superioridade, obedece à regra da maioria. Pede o tracinho quando seguido de h ou quando duas letras iguais se encontram (no caso o r). No mais, é tudo colado: super-herói, super-região, superativo, supermercado.