Todo-poderoso: feminino e plural

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

O todo, no caso, funciona como advérbio (= totalmente). Mantém-se invariável: o todo-poderoso, os todo-poderosos, a todo-poderosa, as todo-poderosas. Exemplos Os todo-poderosos ministros concordaram com o relator. A todo-poderosa chanceler alemã lidera a União Europeia. As antes todo-poderosas empresárias tiveram de pedir ajuda ao governo. A pandemia revelou todo-poderosos líderes comunitários que atuam em silêncio, longe dos holofotes.    

Afro: três empregos

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Afro joga em três times: 1. Substantivos. Aí, não tem feminino nem masculino. Mas tem singular e plural: a afro, as afros, o afro, os afros. 2. Adjetivos. No caso, é invariável: cultura afro, culturas afro, cabelo afro, cabelos afro. 3. Prefixos. Pede hífen na formação dos adjetivos pátrios ou quando for seguido de h ou o. No mais, é tudo colado: afro-americano, afro-brasileiro, afro-germânico, […]

Cabelos afros? Cabelos afro?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Afro joga em duas equipes. Numa, é nome. Substantivo ou adjetivo, não goza de privilégios. Flexiona-se em gênero e número como os irmãozinhos feio, bonito, pequeno: povo afro, povos afros, moda afra, modas afras. Noutra, é prefixo. Pede hífen na formação de adjetivos pátrios. Nos demais compostos, dispensa o tracinho. É tudo junto, colado como unha e carne: afro-americano, afro-brasileiro, afro-latino, afrodescendente, afrolatria, afrogenia.  

Verde e amarelo, verde-amarelo ou verde amarelo?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

O governo anunciou medidas para estimular a criação de empregos com carteira assinada. Os grandes beneficiados são os jovens. Viva! Quase um quarto dos brasileiros nessa faixa etária joga no time nem-nem — nem trabalha, nem estuda. Foi um auê. Jornais, rádios, tevês, sites anunciaram a inciativa. Uiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii! Tropeçaram no castigo de Deus. O responsável pelo tombo foi o nome da novidade. Apareceram três grafias. […]

O Brasil, tal qual os EUA? O Brasil, tal quais os EUA?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Guimarães de Sousa leu no Correio de 18 de junho a seguinte frase: “O Brasil, que tal quais os Estados Unidos se construiu graças à contribuição dos imigrantes, …” Ficou na dúvida: “tal quais”? Por favor, explique. A concordância da duplinha tal qual dá nó nos miolos. Como acertar sempre? Há duas respostas: 1. Os ortodoxos dão esta orientação — cada par concorda com o termo […]

Cargos e funções: feminino

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Cargos e funções se flexionam em gênero? Sim. Se exercidos por mulher, escrevem-se no feminino. Presidente (ou presidenta), agente administrativa, secretária-executiva servem de exemplo. Atenção ao exagero. Siga a índole da língua. Na concorrência de feminino e masculino, fique com o masculino plural. Filhos engloba filhos e filhas. Brasileiros, brasileiros e brasileiras. Amigos, amigos e amigas. Não caia no modismo irritante de discriminar — sem […]