Escrever ou ler, eis a questão

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

  À primeira vista, a constatação é muito positiva: nunca houve tanta gente escrevendo. As editoras recebem um fluxo cada vez maior de originais, todos querem ver sua obra nas livrarias. Empresas de autopublicação (os autores pagam pela edição) vão de vento em popa. Por seu lado (e esta é a parte ruim da história), verifica-se que se lê cada vez menos livros. De onde […]

Oportunidade de o Brasil mostrar? Oportunidade do Brasil mostrar?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Olhos se arregalaram. Ouvidos se afinaram. Bocas se calaram. Ninguém acreditava. Mas é fato. A prova está lá, nos anais da Assembleia Geral da ONU. A razão do espanto: construção pra lá de sofisticada exibida pelo presidente. “Esta é a oportunidade de o Brasil se apresentar ao mundo”, disse Bolsonaro diante do plenário lotado. Por que de o Brasil?, perguntavam presentes e ausentes. Há explicação […]

Até a meia-noite? Até meia-noite?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

“Votaremos texto do 2º turno da reforma da Previdência até meia-noite, diz Onyx”. Essa é a manchete do site do Estadão. Reparou? O jornal tropeçou na indicação de horas. A razão: faltou o artigo, presença obrigatória. Assim: Trabalha entre as 2h e as 10h. Está aqui desde as 14h. O avião partiu às 4h e chegou às 6h. Votaremos o texto da reforma da Previdência […]

É hora de ele cantar? É hora dele cantar?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

“Apesar do presidente da República não marcar presença nas manifestações a favor do próprio governo e de propostas como a Reforma da Previdência, o chefe do Executivo se manifestou em apoio aos atos”, escreveu o site do CB. Ops! Esqueceu-se de pormenor pra lá de importante. Antes do sujeito, não se usa a combinação da preposição com o artigo. Preposição e artigo ficam soltos. Assim: […]

Crase: truque

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

José Ricardo leu este título no jornal: “Ciência movida à luz”. Estranhou o acento indicador de crase. “Está correto?”, pergunta ele. Não. Crase é o encontro de dois aa. No caso, a preposição e o artigo. Sem a duplinha, nada feito. Há um truque infalível que nos tira de enrascadas. Substitua a palavra feminina por uma masculina. Se no troca-troca der ao, sinal de crase. […]

Artigo: nome de cidades

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Nome de cidade dispensa artigo. Dizemos Paris (não: a Paris), Brasília (não: a Brasília), Belém (não: a Belém). Mas, como toda regra tem exceção, essa também tem. Cidades terminadas por “o” pedem artigo. É o caso de o Rio, o Porto, o Cairo. Recife? O Recife? Trata-se de regionalismo. Os pernambucanos fazem questão do ozinho. Mas ele é facultativo. Use-o se quiser.    

Cujo: emprego

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Quer pronome sofisticado? Fique com o cujo. Pouca gente o emprega. Insegurança talvez. Não  é para menos. O cujo tem suas manhas. São três: 1. Separação silábica. No fim da linha, forma palavrão. Deus nos acuda. É igual a federal. Todo o cuidado com eles é pouco.  2. O emprego O cujo tem uma missão muito especial: juntar duas frases para evitar repetição de palavras. Com […]

Crase: tropeço de Bolsonaro

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Era carnaval. A maior parte dos brasileiros ou estava pulando nos blocos, ou estava curando a ressaca. Não era o caso de Laís Menini. Ela, em casa, acompanhava o noticiário. Lia jornais,  blogues, sites, mídias sociais. De repente, parou num tuíte. Esfregou os olhos. Voltou ao texto — este, do presidente Jair Bolsonaro: “Como prometido, dando continuidade à obras, objetivamos dar início à outras, se […]

Concordância: nome próprio plural

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Como fazer a concordância de substantivo próprio no plural? Guarde isto: 1. Se o nome é usado só no plural e precedido de artigo = o verbo concorda com o artigo. Em siglas, o artigo não aparece. Mas conta como se estivesse presente: Os Estados Unidos invadiram o Iraque. EUA decidem o campeonato. Os Andes ficam na América do Sul. O Amazonas banha o Brasil […]