Nem / e nem: emprego

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

“SafraPay — a única máquina que você não compra e nem paga aluguel”, diz propaganda divulgada pela tevê. Não convence. Por quê? Nem significa e não. Por isso é redundante dizer e nem em construções como a apresentada. Melhor: SafraPay — a única máquina que você não compra nem paga aluguel. Outros exemplos: Os candidatos dizem que ainda não acertaram os contratos (e) nem definiram […]

Habeas corpus: significado

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

A polícia bota o suspeito no xilindró. Vem uma ordem judicial. Manda soltá-lo. É que o sabido entrou com pedido de habeas corpus. A expressão jurídica é antiga como andar pra frente. Quer dizer “que tenhas o corpo para apresentá-lo ao tribunal”. Na prática, tem duas funções. Uma: pôr em liberdade quem estiver ilegalmente preso. A outra: garantir a liberdade de quem estiver ameaçado de perdê-la. […]

Sic: significado

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Expulsaram o latim da escola. Não adiantou nada. Ele vive assombrando a língua. Outro dia, foi a vez do sic. O que as três letrinhas querem dizer? Em latim, sic é advérbio. Significa assim, desse jeitinho. Nós o usamos ainda hoje. Vem, entre parênteses, depois de uma palavra com grafia incorreta, desatualizada ou com sentido inadequado ao contexto. Com ele, damos este recado ao leitor: […]

Etc.: pontuação e manha

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Etc. tem ponto no final? Tem. Coincide com o ponto no fim da frase? Sem problema. Fique com um só: Comprei laranja, banana, maçã, pêssego etc. (A vírgula antes do etc. é facultativa.) Que tal mandar o trio pras cucuias? Há um jeito. Não use o e entre o penúltimo e o último termo da enumeração. A ausência da conjunção significa etc. Veja: Gosto de […]

O hábito faz o monge: história

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

  Conhece este dito popular — “o hábito faz o monge”? Que hábito é esse? O de vestir? Ou o uso habitual? Quando nasceu, o provérbio tinha sentido contrário do atual. Naqueles tempos idos e vividos, o hábito não fazia o monge. Tradução: as pessoas não devem ser julgadas só pela aparência, mas também por seus atos e condutas. Tempos depois, ganhou versão contrária. O […]