Geraldo Tupynambá comenta

Publicado em Deixe um comentárioGeral

Tenho visto na internet textos imputados a autores célebres. Às vezes, o nível de escolaridade não deixa dúvida sobre a falsidade. Parece-me que é uma forma de ganhar atenção. O autor, encantado com sua produção, prefere abrir mão dos direitos para garantir respeito. A revista Caras tem uma coluna (não assinada) de citações. A edição 801 (13/3/2009) traz a seguinte, atribuída a Clarice Lispector. “Felizmente […]

A sobra

Publicado em Deixe um comentárioGeral

No domingo, João foi à banca de jornal . Interessou-me pela manchete de um jornal de bairro. Leu a notícia. Lá estava: “Reis quebrou as duas pernas”. Estremeceu. Lembrou-me das aulas de natação. O professor não cansava de repetir: — Batam as duas pernas. É por isso que até hoje o pobre não conseguiu aprender a nadar. A gente só tem duas pernas, dois olhos, […]

Erramos

Publicado em Deixe um comentárioErramos, Geral

“O governo reconhece que os projetos para enfrentar a crise não andam no Congresso por esbarrarem em interesses mais eficazes que a base aliada, escrevemos na pág. 4. Reparou? Falta paralelismo lógico. Interesses não esbarram em base aliada. Interesses esbarram em interesses. Assim: O governo reconhece que os projetos para enfrentar a crise não andam no Congresso por esbarrarem em interesses mais eficazes que os […]

A realeza no Brasil

Publicado em Deixe um comentárioGeral

Pontualidade britânica? Já era. O príncipe Charles obrigou o presidente Lula a tomar chá de espera. Repetiu a dose na recepção da embaixada. Na passagem dele por Brasília, atrasar foi o verbo mais conjugado. Muitos o escreveram com z. Nada feito. Atrasar pertence à família de trás, atrás, detrás e traseiro. Grafa-se com s.  .

Pondo os pontos nos is da reforma

Publicado em Deixe um comentárioGeral

A reforma ortográfica entrou em vigor em 1º de janeiro de 2009. Com texto pouco claro, deixou montões de dúvidas na cabeça de montões de brasileiros. As questões se referem sobretudo ao emprego do hífen. Onde buscar resposta? Só o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (Volp) tem a palavra final. Mas ele estava desatualizado. Ficou claro: puseram o carro à frente dos bois. Foram meses […]

Conceição é símbolo

Publicado em Deixe um comentárioGeral

Dad Squarisi // dadsquarisi.df@@diariosassociados.com.br Há dia de tudo — Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia das Crianças, Dia dos Namorados, Dia dos Médicos, Dia da Secretária, Dia da Mulher, etc., etc., etc. São todos pra lá de festejados. Jornais, rádios e tevês lhes dedicam espaços generosos. Floriculturas faturam alto. Almoços e jantares se sucedem. Conjuga-se freneticamente o verbo presentear. Bibliotecários também têm seu dia. […]

Erramos

Publicado em Deixe um comentárioErramos, Geral

“Nós, mulheres, também não podemos errar. É muito importante que tenhamos mulheres em áreas que só tem homem”, escrevemos na legenda da pág. 4. Cadê o acento? O plural de tem é têm. Será que fizemos confusão com a reforma ortográfica? Pra desatar o nó dos miolos, vale o toque: a reforma só atingiu as paroxítonas. Oxítonas e monossílabos tônicos continuam como dantes no quartel […]

Mexer em vespeiro

Publicado em Deixe um comentárioGeral

A Folha de S.Paulo mexeu num vespeiro. Em editorial, comparou a ditadura brasileira com as latino-americanas que fizeram a festa na segunda metade do século 20. Chamou a nossa de “ditabranda”. Os leitores caíram de pau. Lembraram as perseguições, as mortes, as prisões injustas & demais barbaridades que fazem a ditadura ditadura. A pressão foi tal que o diretor de Redação assumiu que o jornal […]