Embaixadinhas: etimologia

Publicado em 1 Comentárioportuguês

Em dias de Copa, sobram jogadores pra lá de hábeis. São capazes de dar sucessivos toques na bola – com os pés, as coxas, os ombros ou a cabeça – sem que ela tenha contato com o chão.  O espetáculo se chama embaixada. Mas o nome não tem nada a ver com representação diplomática, Itamaraty & cia. Tem a ver com a forma como se […]

Teatro de Neymar: preço

Publicado em 1 Comentárioportuguês

O Brasil jogou um bolão na segunda. Acertou duas na rede mexicana e saiu de campo invicto. O Neymar, claro, fez seu teatro. Jogou-se no chão, gritou, gemeu e fez contorções com a agilidade de serpente. Convenceu? A cena, tantas vezes repetida, lembrou a fábula da ovelha e do lobo. Conhece? Uma ovelhinha adorava chamar a atenção. Um dia, gritou: “Olha o lobo! Ele quer […]

Verde-amarelo: grafias

Publicado em 2 Comentáriosportuguês

Na festa da bola, as cores entram em cartaz. Deixam de ser apenas cores. Tornam-se símbolos. Verde e amarelo é Brasil. Vermelho e verde, Portugal. Azul e amarelo, Colômbia. Azul, Uruguai. Dizem as más línguas que o Brasil tem mania de grandeza. Será? Pelo sim, pelo não, vale lembrar a grafia das cores que o representam. Há dois jeitinhos de escrevê-las. Um: verde-amarelo. O outro: […]

Assistir ao jogo? O jogo?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

O verbo mais conjugado durante a Copa? É ele mesmo – assistir. Com ele todo  o cuidado é pouco. Ao menor descuido, tornamos real o risco referido por Mário Quintana: “A gente pensa uma coisa, escreve outra, o leitor entende outra, e a coisa propriamente dita desconfia que não foi dita”. Melhor prevenir. Como? Usar o verbo com a regência adequada: Assistir = prestar assistência, […]

Corão ou Alcorão?

Publicado em 1 Comentárioportuguês

O livro sagrado dos muçulmanos aceita as duas grafias. O al, de Alcorão, é o artigo definido árabe. Ele aparece na maior parte dos vocábulos que nasceram nas Arábias e viajaram mundo afora. É o caso de algodão, alface, alfafa, alfaiate, almofada, almeirão, almirante, álcool, alfinete, algarismo, álgebra, algazarra. E tantas outras.

Futebol e língua: vocativo e hífen

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Eta semana emocionante! A quarta-feira bateu recorde. No mesmo dia, duas sensações diferentes. Uma delas: o gostinho da revanche. A história começou com a derrota da Alemanha. Os campeões do mundo voltaram pra casa na primeira fase. Brasileiros se divertiram. Uns disseram que os germânicos são esbanjadores. Desperdiçaram todos os gols contra o Brasil. Não pensaram no futuro. Outros lembraram a falta de foco. O […]