Faltam 3 meses? Falta 3 meses?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Chegou o ano das eleições municipais. Políticos e imprensa adotaram a contagem regressiva. Recorrem, então, a palavra pra lá de traiçoeira. Trata-se do verbo faltar. Quando o sujeito vem posposto, não dá outra. Desatentos pisam a concordância. Aparecem horrores como “falta três meses, falta cinco, falta quatro” e por aí vai. Vale lembrar: o dissílabo não goza de privilégios. Concorda com o sujeito: faltam três […]

Surpreender é isto: sem mesmice

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Surpresa é um dos ingredientes do estilo. Chama a atenção e desperta a curiosidade. O gosto pelo inusitado opõe-se a chavão — palavra ou expressão tantas vezes  repetida que perde o frescor e o viço. Pontapé inicial, abrir com chave de ouro, chorar um rio de lágrimas, cair como uma bomba & cia. foram novidade algum dia. Hoje soam como coisa velha. Transmitem a impressão […]

Família do numeral quatro: quadrilha & cia.

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

O numeral quatro formou senhora família. Entre os membros, quadrilha. Quando nasceu, o substantivo designava grupo de quatro pessoas. Depois, ganhou espaço. Passou a significar grupo de quatro integrantes, humanos ou não humanos. É o caso de esquadra (navios), esquadrilha (aviões), quadra (estrofe de quatro versos), quadrado (quatro lados), quadruplicar (multiplicar por quatro). E por aí vai. Quadrilha é dança pra lá de popular nas […]

Acontecer: três dicas de emprego

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

As palavras, como as pessoas, têm manias. Combinam. Brigam. Fazem exigências. Armam ciladas. Um verbo cheio de caprichos é o acontecer. Elitista, ele tem poucos empregos. E quase nenhum amigo. Mas, por arte do destino, os colunistas sociais o adotaram. A moda se espalhou como notícia ruim. O pobre virou praga. Tudo acontece. Até pessoas: Fabrício Queiroz está acontecendo no inquérito das rachadinhas. O casamento acontece […]

Harmonia: significado e curiosidade

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Ufa! Faltam bombeiros pra apagar tantos incêndios. Sai dia, entra dia, crises se vão, crises se apresentam. Até os Poderes da República não se entendem. Cada um quer aparecer mais que os outros. Juízes do Supremo, deputados e senadores, presidente e ministros disputam espaço na mídia. Resultado: tornaram-se mais conhecidos que os atores da Globo. Na corrida pelo estrelato, pisam-se calos. Gritos ecoam em palácios […]