Leitor comenta: o patinete, a patinete

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

“Eu nunca tivera dúvidas, meu brinquedinho era macho. Ao ler seu blog, fiquei sabendo que Aurélio e Houaiss dizem-no do gênero feminino, o que confirmei. Além do Michaelis, o Caldas Aulete diz ser de 2 gêneros e, principalmente, o Vocabulário ortográfico da língua portuguesa (Volp), da ABL, assim classifica. Com as vênias de estilo, cara mestra, entendo que o Volp se sobrepõe a dicionários. Logo, […]

Ao encontro e de encontro: vacilo de Bolsonaro

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

O presidente falava aos jornalistas. Lá em Dallas, nos States, diante de dezenas de microfones. Ao ser questionado se manteria o contingenciamento de recursos da Educação, ele começou a responder e depois vacilou: “Se eu gastar mais do que posso, vou…” Ao encontro? De encontro? Respirou fundo e concluiu: “Se gastar mais do que posso, vou de encontro à Lei de Responsabilidade Fiscal”. Viva! Acertou. […]

Suceder: regência

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

“Maurício Lima sucede a André Petry na Direção de Redação de Veja”, escreveu o Jornalistas & cia. A frase deu nó nos miolos dos leitores. O pomo da discórdia foi a regência do verbo suceder. A gente sucede alguém ou sucede a alguém? No sentido de substituir, o verbo é transitivo indireto. Exige a preposição a: Bolsonaro sucedeu a Temer na Presidência da República. É […]

Dá ou dar?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Como jornalista escreve? Com pressa, sob pressão. Na hora de rever o texto, pintam dúvidas. Foi o caso do Paulo. Outro dia, ele vacilou diante desta passagem: “É muito difícil a coisa … dá ou dar certo? Lembrou-se, então, de dica que o professor ensinou lá longe, na escola primária. Ei-la: ponha a frase no passado. O dá muda; o dar fica igualzinho: Paulo dá […]

Tropeço do ministro da Educação: chegar

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

O ministro da Educação está na Câmara dos Deputados. Convocado pelos parlamentares, fala sobre sucessos e fracassos dos estudantes. É dele a frase: “O aluno chega no sexto ano e começa a segunda onda de fracasso”. Ops! Tropeçou na regência do verbo chegar. A gente chega a algum lugar. Bobear na preposição tem preço — não chegar a lugar algum. Melhor corrigir: O aluno chega […]

Balbúrdia de Bolsonaro: idiota

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

O presidente Bolsonaro está em Dallas, nos States. Lá de longe, emitiu opinião sobre os estudantes que tomaram as ruas de norte a sul do Brasil: “São idiotas úteis”. Leitores pediram ajuda ao blogue. Queriam saber a etimologia da palavra. Idiota vem do grego idiotes. Quando nasceu, não tinha intenção de ofender. Queria dizer homem do povo, em oposição a aristocratas (classe culta). Com o […]

Balbúrdia dos estudantes: protestar

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

O governo está mais duro que os 13 milhões de desempregados brasileiros. Com os cofres vazios, precisou apertar os cintos. Contingenciou recursos da Esplanada. O MEC, que também sofreu a tesourada, bloqueou dinheiro das universidades federais. Resultado: estudantes conjugaram o verbo protestar. Foram às ruas. Antes, consultaram o dicionário de regência verbal e descobriram que a preposição faz a diferença: Protestar contra =insurgir-se: Estudantes protestam […]

Tropeço da GloboNews: crase

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

“Policiais poderão conceder medidas protetivas à mulheres”, escreveu a GloboNews. UIIIIIIIIIIIIIII! Doeu. Crase é o casamento de dois aa. No caso, a preposição e o artigo. O artigo que acompanha o substantivo mulheres é as. Na crase, a + as = às. Faltou o s. Melhor assim: Policiais poderão conceder medidas protetivas às mulheres. Ou assim: Mulheres poderão conceder medidas protetivas a mulheres.

Sororidade: o que é

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

A língua é viva. E, porque é viva, se renova. Deixa pra lá palavras gastas e cria outras. Sororidade serve de exemplo. Conhecida pelas feministas, ela surpreende os alheios à causa. Mas desperta curiosidade. A partir de 2012, dobrou a busca pela novidade no Google. Encerrou 2017 em quinto lugar no ranking de pesquisa do site. Sororidade deriva do latim soror. Na língua dos Césares, […]