Coisa de coruja

Publicado em Deixe um comentárioGeral

    João Marcelo é louco por corujas. Encanta-se, sobretudo, com a capacidade que elas têm de virar o pescoço pra todos os lados. Outro dia, o garotão leu a fábula “A águia e a coruja”. Com ela, aprendeu o significado da palavra corujice. Ficou curioso ao ver a grafia do vocábulo com j. “Por que não é com g?”, pergunta ele.    As palavras têm […]

Apelação

Publicado em Deixe um comentárioGeral

    Cacciola na cadeia? Por enquanto. Os advogados dele já se mobilizaram pra conjugar o verbo que não perde a atualidade. É ele mesmo — apelar. Apela-se. Apela-se da decisão. Apela-se para Deus. Para o Diabo. Ou para a ignorância. Em qualquer apelo, cuidado com a regência. A preposição faz a diferença.         Na acepção de entrar com recurso (pedido de reconsideração), é vez da […]

Meia

Publicado em Deixe um comentárioGeral

  Sábado é dia de cinema. Que tal um filminho jeitoso no fim da tarde? Se você é estudante ou já passou dos 60, tem privilégio. Paga meia-entrada, mais conhecida por meia. A metadinha se escreve assim, com hífen. O plural? Meias-entradas.    

A força do fraco

Publicado em Deixe um comentárioGeral

  Desvendado o mistério. Sabe-se, agora, por que Protógenes Queiroz abandonou a Operação Satiagraha. Ao ler carta diante de repórteres de plantão em frente à Polícia Federal de São Paulo, disse: “Entrego o inquérito que encontra-se em tramitação na PF”.   Eis a prova — o delegado ignora a força do que. As três letrinhas funcionam como ímã. Atraem o pronome átono como a sereia atraiu […]

Voto de Minerva

Publicado em Deixe um comentárioGeral

    Por esta Cristina Kirchner não esperava. A presidenta argentina queria porque queria aumentar os impostos sobre as exportações de grãos. Na votação da Câmara, ganhou fácil. Na do Senado, a história mudou de enredo. Deu 36 a 36. Coube ao vice-presidente do país, que preside a Câmara Alta, decidir a contenda. Ele deu o voto de Minerva. Derrotou a chefe.   A expressão […]

Erramos

Publicado em Deixe um comentárioErramos, Geral

  Na ordem direta, o sujeito vem na frente do verbo. Mas as palavras adoram passear. De vez em quando, o mandachuva vai pra trás. Aí, não dá outra. Entra no ar o problema da traseira. À menor distração, tropeçamos na concordância. Vale o exemplo de hoje: “No entanto, os moradores da capital do Acre reclamam que falta investimentos do governo”. Que é que falta? […]

Novidade na praça

Publicado em Deixe um comentárioGeral

  Ops! A greve dos Correios dura 18 dias. Nada menos que 30 milhões de correspondências deixam de ser entregues por dia. Comerciantes deram seu jeito. Recorreram aos serviços de motofretes. Na hora de escrever a novidade, pintou a dúvida. É motofrete, moto-frete ou moto frete? Procura daqui, pesquisa dali, eureca! Moto, alérgica ao hífen, é pra lá de carente. Anda sempre coladinha à palavra que a […]

Beleza pura

Publicado em Deixe um comentárioGeral

  Você viu? O Itamar Diogo dos Santos viu. Inconformado, pegou o celular, fotografou e mandou a prova pro blog. A bela manequim em bela pose não merece o tratamento dado ao produto que ela vende. Biquíni é paroxítona terminada em i. Joga no time de táxi e beribéri. Vem, acento.