Fabrício Freitas quer saber

Publicado em Deixe um comentárioGeral

  “Sou farmacêutico bioquímico e adoro português. Tenho certeza de que exprimir-se bem — na fala e na escrita — faz a diferença nos tempos de competição em que vivemos. Gostaria, por isso, de esclarecer uma dúvida com relação ao tempo correto do verbo vir: `o próximo governo que vier´ ou `o próximo governo que virá´?” As duas formas estão gramaticalmente corretas. Mas dão recados […]

rascunhos

Publicado em Deixe um comentárioGeral

SOBRAPonciano Furtado chiou. Ele lia o jornal. Pernas pro alto, cafezinho por perto, cigarro aceso, desfrutava as notícias. Interessou-se pela chamada sobre a novela TRT. Leu a nota: ..E a prisão de Lalau, hem? De lenta está passando à lenda… Ficou contrariado. Não pela rima. Mas pela crase. ..Está sobrando.., concluiu. Ele aprendeu a lição dos casaizinhos. Conhece? Algumas preposições andam aos pares. Preposição pura […]

Trago e trazido

Publicado em Deixe um comentárioGeral

  Que confusão! Trago e trazido têm dado nó no miolo de pais e alunos. A razão é simples. Por alguma razão que nem Deus explica, a moçada decidiu fazer economia de sílabas. A vítima preferida é o particípio. Em vez do “tenho trazido”, aparece o “tenho trago”. Como na língua impera a lei do menor esforço, a prática ganhou adeptos. A adesão cresce como […]

A raposa e o espinho

Publicado em Deixe um comentárioGeral

  Era uma vez…   A raposa saltava de um arbusto para outro. Estava tão feliz no vai-e-vem que se descuidou. Pisou em falso e quase caiu. Pra não despencar, se agarrou num espinho: — Ai, que dor!, gemeu ela.   Depois, brigou com o espinho:   — Eu me segurei em você pra você me ajudar. Mas você me feriu. Olhe o sangue que […]

No reino do vale-tudo

Publicado em Deixe um comentárioGeral

 Era uma vez uma campanha eleitoral. Ela se desenrola num país de faz-de-conta. Na TV, transportes, serviço de saúde, escolas, qualidade do ensino rivalizam com os oferecidos na Suécia ou Dinamarca. Sobram sorrisos. Esbanjam-se promessas. Embalados para presente, os candidatos têm pacto com Deus. Podem tudo. Mas existe o país real. Nele vive gente. São pessoas que acordam cedo, ralam o dia inteiro e sabem […]

Que coisa!

Publicado em Deixe um comentárioGeral

  As frases de efeito impressionam. Sonoras, surpreendem. Mas são pobres ou vazias de sentido. Samuel Szerman selecionou algumas. Uma, deMachado de Assis: “É melhor cair das nuvens do que de um terceiro andar”. Outra, de José Simão: “A seleção brasileira é uma seleção sem vícios: não fuma, não bebe, nem joga”. Esta outra de Joelmir Betting: “Quando os preços sobem, é inflação. Quando descem, […]

Propaganda nota 10 (4)

Publicado em Deixe um comentárioGeral

    Simone e Zélia provam que, além da bela voz, cuidam da língua. Escrevem o nome dos meses com a inicial minúscula, transitam com desenvoltura no reino das crases e tratam as abreviaturas como manda o português nosso de todos os dias.   Elas sabem que, se pintar a dúvida na indicação de horas, basta apelar para velho macete dos tempos em que Adão […]

Personagem-símbolo

Publicado em Deixe um comentárioGeral

  Há personagens que viram símbolo. Citados, lembram qualidades ou defeitos pra lá de humanos. Judas é o traidor. Capitu, a dissimulada. Otelo, o ciumento. Jeca Tatu, o indolente. Bin Laden, o terrorista. Amélia, a mulher submissa. Leila Diniz, a liberada.   Etc. Etc. Etc.   E Pinóquio? O boneco de madeira virou sinônimo de mentiroso. Transformado em gente, tinha um limite. Quando inventava histórias, […]

Concelho (2)

Publicado em Deixe um comentárioGeral

    Ontem respondemos a questão a respeito de texto sobre a cidade portuguesa de Almeirin que diz: “Somos hoje um concelho de referência, orgulhoso no seu crescimento, modesto nas suas ambições, olhando na direcção do futuro”.   Concelho com c? Essa palavra existe?   a. sim   b. não   Existe, como responderam Gilmar, Raquel Caixeta e Rafael Schervenski. Trata-se de circunscrição administrativa, que é subdivisão de […]