É macho

Publicado em Deixe um comentárioGeral

  A crise na economia mundial é tão forte que a chamam de tsunami — onda gigante que mata e destrói tudo o que encontra pela frente. O vocábulo, que veio do japonês, causa a maior confusão. É masculino ou feminino? Palpites pintam aqui e ali. O jeito é fazer o que deve ser feito: recorrer ao dicionário. O Houaiss deixa claro. Tsunami é substantivo masculino. PT […]

Erramos

Publicado em Deixe um comentárioErramos, Geral

    “A redução conjugada dos juros pelos bancos centrais parece a medida tomada no afã de se fazer alguma coisa”, escrevemos na pág. 24. Deu-se conta de um penetra? É ele mesmo, o se. O monossílabo quase não tem vez com o infinitivo: …medida tomada no afã de fazer alguma coisa. (Com verbos pronominais, o se pede passagem: Para se aposentar aos 65 anos.)

Direito de resposta do trema

Publicado em Deixe um comentárioGeral

    “Prezados,   Não venho aqui encher lingüiça nem esbanjar uma eloqüência inconseqüente. Estou tranqüilo quanto ao papel que venho desempenhando na sociedade, da qual tenho sido vítima com freqüência de ataques.   Não sou menino. Vivi e vi muito. Desde 43 que perambulo por estradas e ditongos da vida. Que o diga o U, este grande amigo a quem não me canso de […]

Redação 21

Publicado em Deixe um comentárioRedação nota 10

    Lé com lé, cré com cré    A lição é velha como andar pra frente ou dormir de touca. A gente começa a estudá-la na terceira série do fundamental. E repete-a vida a fora. No ensino médio, na universidade, na pós-graduação, lá está ela. Trata-se das conjunções alternativas.    O nome as denuncia. As danadinhas vêm em dupla. E dão um recado claro. […]

O pãozinho do Lula

Publicado em Deixe um comentárioGeral

    Lula estava no Rio. Foi até lá pra inaugurar plataforma da Petrobras. Ao discursar, falou, falou, falou. No entusiasmo, criticou o FMI, que ficou caladinho diante da crise dos bancos. “Por quê?”, perguntou ele. “Porque a crise é deles”, respondeu. E continuou: “Nós, pra fazer nosso dever de casa, comemos o pão que o diabo amassou. Agora querem tirar nosso pãozinho com mortadela”. Palmas pra […]

A cantora que virou estrela

Publicado em Deixe um comentárioGeral

    Glória Maria chegou ao céu. Lá, encontrou velhos amigos. Entre eles, João Goulart. O presidente, braços abertos, correu ao encontro da cantora mais antiga de Brasília. “Eu sei que vou te amar”, cantava ela pra lembrar as boas festas do Palácio da Alvorada.   Paulo José Cunha, aqui na terra, homenageou a artista que alegrava a noite da capital. Compôs o poema “Boca da […]

Padrão de beleza

Publicado em Deixe um comentárioGeral

    O nome fala por si. Modelo representa o ideal. É a criatura que encarna o padrão de beleza e comportamento de uma época. Deve, por isso, ser imitada. Ela exibe e se exibe. Posa pra lentes e câmeras. Desfila em passarelas. Vira capa de revista. Empresta rosto, cabelos e corpo para vender isso e aquilo. Ora a vedete é homem. Ora, mulher. Num […]

Móveis e fxos

Publicado em Deixe um comentárioGeral

    Os cabelos mudam. Ora os lisos pedem passagem. Ora, os crespos. Às vezes, os longos ganham a preferência. Outras, os curtos. Num e noutro caso, a cor depende do gosto do freguês. Mas a grafia do profissional é fixa. Cabeleireiro vem de cabeleira. Daí a presença do i.