Zero grau ou zero graus?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Brasília pede socorro. Não chove há mais de 100 dias. A umidade do ar desaba. Está abaixo de 10%. Muitos dizem que vivemos no deserto de Saara. Os técnicos discordam. Lá, 10% é festa. A umidade relativa do ar é 0%. A temperatura também faz a diferença. Lá, quando o solão diz adeus, a temperatura despenca. Chega a zero grau. É aí que mora o perigo. […]

Pernambuco ou o Pernambuco?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Vício que se alastra como fogo morro acima e água morro abaixo. Pernambuco, como Sergipe, São Paulo, Goiás, Mato-Grosso e Mato-Grosso-do Sul, sofrem de incurável alergia ao artigo. Não aceitam o pequenino nem a pedido dos orixás. Fale e escreva com boca cheia e cabeça erguida: Sou de Pernambuco. Moro em Pernambuco. Nasceu em Goiás. Chegou de Goiás. Sergipe fica no Nordeste. Você vem de […]

Ana Maria Braga mata Camões. De novo.

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Marcelo Abreu é atento observador da vida. A língua não escapa do seu interesse. Hoje, quando assistia ao programa da Ana Maria Braga, ouviu estas pérolas sobre os 20 anos de morte da princesa Diana: — Houveram muitas teorias conspiratórias na época. E não se confirmou as suspeitas. Marcelo comentou: “Camões morreu. De novo. Roxinho de vergonha”. A apresentadora pisou duas vezes a língua. Uma: […]

Nós somos bondoso. Certo? Certo. É o plural de modéstia

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

A reforma política está em debate. Deputados rimam. Falam em distritão e fundão. Mas, como ninguém se entende, continua tudo como dantes no quartel de Abrantes. Programas de partidos políticos vão ao ar em horário nobre. Com eles, volta ao cartaz um pluralzinho pra lá de especial. Uns o chamam de plural de modéstia; outros, de majestático. No fundo, no fundo, ele não passa de […]