Paraisópolis: etimologia

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

A moçada programou um baile funk em Paraisópolis. Amigos convidaram amigos. Havia jovens de outros bairros. A festa corria solta. De repente, a polícia apareceu. E, com ela, pancadas, gás, perseguição. Muitos correram. Não sabiam que a rua era sem saída. Nove morreram pisoteados. E daí? Fica por isso mesmo? É o que todos perguntam. Com a palavra, o governador. Paradoxo O nome da cidade […]

Conjugação: intervir

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Na subida do dólar, o Banco Central interveio. Com os cofres cheios de verdinhas, vendeu a moeda pra quem quis. Resultado: evitou que ela fugisse do controle. Com a medida, trouxe à cena o verbo intervir. E, com ele, a flexão que a moçada teima em complicar. Intervir conjuga-se como vir: venho (intervenho), vem (intervém), vimos (intervimos), vêm (intervêm); vim (intervim), veio (interveio), viemos (interviemos), […]

Maiúscula e minúscula: real e Real

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Quem fala demais dá bom-dia a cavalo. O ministro Paulo Guedes desconhece o dito do povo sabido. Ele estava em Washington. Lá, desandou a falar. Gostou tanto de ouvir a própria voz que a língua perdeu o freio. Não deu outra. Disse que não estava nem aí pro câmbio. As consequências, como frisa o conselheiro Acácio, vêm depois. E vieram. A moeda norte-americana disparou. Bateu […]