Margaridas e hifens: agro-

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

É uma festa. A Marcha das Margaridas leva 100 mil mulheres a Brasília. Elas têm duas reivindicações. Uma: a agroecologia. A outra: o enfrentamento da violência contra a mulher no campo. Todos os anos, adultas e crianças ocupam a Esplanada dos Ministérios e hasteiam as bandeiras. Têm especial cuidado com a língua. Antes de escrever, consultam gramáticas e dicionários. Descobriram, na busca, que agroecologia se […]

Bolsonaro e a esquerdalha

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

“Se a esquerdalha vencer na Argentina, o Rio Grande do Sul será uma nova Roraima”, disse Jair Bolsonaro ao saber da derrota de Mauricio Macri nas prévias argentinas. Os ouvintes estranharam. Entreolharam-se. Um criou coragem e perguntou o significado do palavrão novato na língua. Foi fácil achar a resposta. O presidente juntou parte de duas palavras. Uma: esquerda. A outra: metralha. Referia-se aos Irmãos Metralhas. […]

Tal pai, tal filho: em outras palavras

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

“Tal pai, tal filho”, diz o povo sabido. Em outras palavras: os filhos reproduzem qualidades e defeitos dos pais. A frase não é nova. Aparece em Os Lusíadas, de Luís de Camões. A obra-prima da literatura portuguesa veio ao mundo em 1572. Marotos não deixaram por menos. Inspiraram-se no dito popular e avançaram na criatividade. Generalizaram. Resultado: deram à luz “cara de um, focinho de […]

S e z: paizinho e paisinho

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

O diminutivo de pai? Olho vivo, filho apressado. Ele se forma com a ajuda do sufixo –inho. Para chegar a paizinho, pede a ajuda do z. A lanterninha do alfabeto funciona como ponte. Recebe, por isso, o nome de consoante de ligação. O aumentativo segue o mesmo caminho. Cola-se ao sufixo –ão graças ao socorro do z — paizão. Sem balbúrdia Muitos confundem paizinho com […]

Maiúsculas e minúsculas: Dia dos Pais

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Dia dos Pais é data comemorativa. Como as irmãzinhas dela, ganha a letra inicial grandona. É o caso de Dia das Mães, Dia das Crianças, Dia dos Namorados, Dia do Médico, Dia da Secretária. E tantos dias quantos o comércio inventar. Não falta criatividade para estimular o consumo. A propaganda é tão agressiva que a alternativa é uma só — comprar ou comprar. Com o […]

Aderir: conjugação e regência

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Aderir é um dos verbos mais usados em dias de negociação de reformas que mexem com a vida das pessoas. Sobram, por isso, tropeços na conjugação e na regência. Pra evitar balbúrdia na comunicação, manda o bom senso aprender as manhas do verbo:  Regência Pede a preposição a: O partido aderiu ao programa proposto pelo líder. Não se pode aderir a todos os modismos. Conjugação […]