Diquinha de folclore 5

Publicado em Deixe um comentárioDiquinhas, folclore, Grafia, maiuscula, minuscula, plural

Vitória régia, uma história de amor. Quando o mundo nasceu, a Lua era guerreira pra lá de valente. Ela iluminava a Terra noite após noite. Com a claridade, via as índias bonitas. Encantava-se. Transformava-as em estrelas do céu. Naiá sonhava ser escolhida. Banhava-se todos os dias sob a luz do luar. Mas a Lua não a via. A menina ia, então, para o alto da […]

Diquinha de folclore 4

Publicado em Deixe um comentárioDiquinhas, formação de palavras, Grafia, hífen

Curupira, o diabo da floresta. Uiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii! Que medo! Gritos se ouvem na mata. Assovios ensurdecedores atravessam rios e árvores. É o Curupira que se aproxima. Corra! A criatura é um anão de cabelos vermelhos e dentes verdes. Tem os pés virados pra trás pra enganar quem o persegue. Os índios o chamam de o diabo da floresta. Com razão. Ele odeia gente. Sabe por quê? […]

Diquinhas de Português 65

Publicado em Deixe um comentárioDiquinhas

A bela adormecida Era uma vez… Num reino distante, nasceu uma bela princesa. Era tão linda que se tornou atração para turistas. No batismo da garota, o pai decidiu dar uma grande festa. Sete fadas foram convidadas para madrinhas. Cada uma presenteou a criança com dádivas — beleza, inteligência, bondade, compaixão, fé, simpatia e generosidade. Uma velha feiticeira não foi convidada. Ressentida, entrou de penetra […]

Diquinhas de Português 64

Publicado em Deixe um comentárioDiquinhas

  Leito de Procusto Ui, que medão! Procusto vem ali. Ele parece simpático. Sorri muito. Conversa com os viajantes. Oferece a casa para eles descansarem. Mas é tudo fingimento. O homem é muito mau. Quando a pessoa chega à casa dele, descobre a armadilha. Procusto rouba o dinheiro, os presentes e a bagagem. Depois, inicia a sessão de tortura. Ele tem uma camona de ferro […]

Diquinhas de Português 63

Publicado em Deixe um comentárioDiquinhas

A morte do Minotauro Minos, o pai do Minotauro, mandou construir um enorme labirinto em Creta pra prender o filho. O meio homem, meio touro ficou lá, furioso. Pra acalmá-lo, os moradores de Atenas tiveram de assumir compromisso de arrepiar os cabelos. Todos os anos, entregavam sete homens e sete mulheres pra alimentar a criatura. Já imaginou? — Basta, disse Teseu, o príncipe ateniense. Dito […]

Diquinhas de Português 62

Publicado em Deixe um comentárioDiquinhas, Geral

O Minotauro Labirinto é um lugar cheio de caminhos tortos.Quem entra lá tenta encontrar uma saída. Escolhe um caminho, nada. Busca outro, nem pensar. Quanto mais procura, mais encalacrado fica. No fim, desiste. Descobre que se perdeu para sempre. Minos inventou o labirinto pra esconder o filho Minotauro. O garoto tinha corpo de homem e cabeça de touro. Quando estava brabo, soltava fogo pelas ventas. […]

Diquinhas de Português 61

Publicado em Deixe um comentárioDiquinhas, Geral

Orfeu, o músico Orfeu fazia poesia. Cantava como anjo. Tocava lira como ninguém. Gente e bichos não resistiam aos encantos do artista. Ao ouvi-lo, os animais selvagens ficavam mansinhos, mansinhos. As plantas se viravam na direção dele. As pessoas paravam, maravilhadas. Um dia, Orfeu conheceu Eurídice. Os dois se casaram. Num domingo, Eurídice passeava no campo. Tirou o sapato e … ops! Uma cobra a […]

Diquinhas de Português 61

Publicado em Deixe um comentárioDiquinhas, Geral

Asclépio, o deus da medicina Apolo se apaixonou pela princesa Corônis. Mas ela nem ligou pra ele. Afinal, estava caidinha de amor por outro. O deus da beleza não se conformou. Forçou-a a se casar. Quando ela ficou grávida, Apolo precisou viajar. Contratou, então, um corvo pra vigiar a mulher. Dias depois, a ave lhe contou que Corônis se encontrou com o ex-namorado. Furioso, Apolo […]