Houveram? Nãoooooooooo!

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

“Acompanhamos todas as tentativas que houveram até aqui”, disse o candidato no debate da tevê. Não satisfeito, completou: “Nós temos consciência da demanda por moradias que não haviam no mercado”. Ops! Baita trombada. Há muito, aliás, o verbo haver causa estragos na fala e na escrita. Lá  longe, no curso primário, nossos professores já diziam: “O verbo haver, no sentido de existir e ocorrer, é impessoal”. O […]

Morfina: etimologia

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

A história nasceu na mitologia grega. Tem tudo a ver com Morfeu. Ele é deus do sono e dos sonhos. Daí a expressão “estar nos braços de Morfeu”, que significa estar dormindo. O nome do mito vem do grego morfo-. Quer dizer “a forma”. Não por acaso. Chama-se assim porque Morfeu tem uma missão: tomar a forma humana e aparecer aos homens durante os sonhos. […]

Acontecer: verbo-ônibus

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

“As eleições acontecem no próximo domingo.” A frase aparece nos jornais. Pulula nos sites. Figura em blogues e telejornais. Faz e acontece na boca do povo. Ufa! Acontecer é um verbo cheio de caprichos. Elitista, tem poucos empregos. Mas, por capricho do destino, os colunistas sociais o adotaram. A moda se espalhou como as notícias fraudulentas. O pobre virou praga. Tudo acontece. Até pessoas: Maria […]

Adjetivos compostos: flexão

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Nos adjetivos compostos, preste atenção à classe gramatical das palavras que os compõem: 1. Adjetivo + adjetivo ou palavra invariável + adjetivo – só o segundo varia: olhos castanho-escuros, camisas verde-amarelas, blusas azul-escuras, paredes verde-escuras, esforços sobre-humanos, bravuras sobre-humanas. Exceção: azul-marinho e azul-celeste, que são invariáveis: sapato azul-marinho, sapatos azul-marinho; blusa azul-celeste, blusas azul-celeste. 2. Adjetivo + substantivo ou substantivo + adjetivo – ambos permanecem […]

Cor-de-rosa com hífen. Cor de laranja sem hífen. Por quê?

Publicado em 1 Comentárioportuguês

Segunda começa o Outubro Rosa. A campanha para o combate ao câncer de mama adotou a cor que tradicionalmente simboliza o feminino. Ao divulgá-la, pintou a pergunta. Por que cor-de-rosa se escreve com hífen? E cor de laranja, cor de gelo, cor de marfim dispensam o tracinho? A reforma ortográfica cassou o hífen de palavras compostas. Entre elas, as composições de dois ou mais vocábulos […]