O caminho da virtude — Arnaldo Niskier

Publicado em 1 Comentárioportuguês

A missão de salvaguarda da língua portuguesa é a principal obrigação da Casa de Machado de Assis. O terceiro milênio excita a imaginação e sentimos a necessidade de máxima atenção ao idioma dos mais respeitáveis, exigindo amplo entendimento. Dos cerca de 280 milhões de falantes, 250 milhões são de nativos e 30 milhões de segunda língua. Somos a sexta língua mais falada no mundo, o […]

Erros que roubam pontos

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

A lista não tem fim. São tropeços que atropelam redações, entrevistas e diálogos amorosos. É o caso da poetisa que ganhou importante prêmio literário. Os amigos decidiram homenageá-la com um jantar de adesão no restaurante que a artista mais apreciava. Quando ela soube, contou ao namorado. “Eu adero”, respondeu ele entusiasmado. Pra quê? Jogou água fria na paixão. O amor acabou ali. Ele se esqueceu […]

Erramos

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

“Além do poupudo contra-cheque, eles têm benesses”, escrevemos na pág. 10. Ops! Uma frase, dois tropeços. Ambos de grafia. Num, trocamos letra. Noutro, desperdiçamos um hífen. Melhor corrigir: Além do polpudo contracheque, eles têm benesses.

PDV — por que todas as letras grandonas?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

O governo quer diminuir o número de funcionários. Como? Eles têm estabilidade. Só saem se quiserem. Daí o plano de demissão voluntária. As três palavras são conhecidas pela sigla PDV. A meta: a adesão de 5 mil servidores. Chegará lá? Só o tempo dirá.Enquanto isso, vale a dica. PDV se escreve com todas as letras maiúsculas pela mesma razão que ONU, UTI, OEA, PM, INSS, […]

De e da: diferença

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Há diferença entre diretor de secretaria e diretor da secretaria? Há. O xis da questão está no artigo (da = de + a). O artigo definido dá precisão ao objeto. Se digo “traga os livros”, não me refiro a quaisquer livros. Mas a livros específicos. Se, ao contrário, digo “traga livros”, pode ser qualquer obra. Diretor de secretaria é diretor de qualquer secretaria. Diretor da […]

Acentuam-se letras maiúsculas?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

E daí? Marta é secretária de uma escola. Ela se preocupa com a grafia do nome das crianças. Observa acenos, esses e zês. “As certidões, diz ela, trazem o nome em letra maiúscula. Nem sempre devidamente acentuados. O que devo fazer?” Em português, as maiúsculas não gozam de privilégios. Têm o mesmo tratamento das minúsculas. Devem ser acentuadas quando necessário (Ásia, Índia). Pressupõe-se que os […]

Experiência anterior? Nãooooooooooo!

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Paulo, recém-formado em comunicação, descobriu que sites e tevês estavam contratando gente nova. Ligou para o Departamento de Pessoal. Soube que o primeiro passo era apresentar o currículo. Moleza. Preparou cuidadosamente o texto. Entregou-o. Vários colegas faziam o mesmo. Na hora da avaliação, lá estava em letras garrafais: “experiência anterior”. Ops! Toda experiência é anterior. Basta experiência. Não deu outra. O currículo foi pro montinho dos […]

À: pronúncia

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Carlos vive com dor de ouvido. Compra que compra remédio pra otite. Mas os medicamentos estão pela hora da morte. E o dinheiro encurtou. “O problema”, diz ele, “não é da alçada do otorrino. Pertence ao universo da prosódia. Muita gente pronuncia o à como se fossem dois aa (vou a a praia). Pode estar certo. Mas maltrata os tímpanos”. São manhas da escola antiga. […]

Gratuito e subsídio: pronúncia

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Marina é linda. Morena, olhos azuis, peso de manequim, pernas longas e andar ondulante como as ondas do mar. Ela tem um sonho. Fazer televisão. Qualidades não lhe faltam. Submeteu-se a teste. Fotogênica, ultrapassou o primeiro obstáculo. Depois, veio a prova de locução. O texto era simples. Mas cheio de ciladas. Em duas ela caiu como sereia: A entrada é gratuita. O governo vai cortar […]