WhatsApp Image 2018-09-24 at 12.41.59
WhatsApp Image 2018-09-24 at 12.41.59

Rollemberg garante nomeação de professores em janeiro de 2019, se reeleito

Publicado em CB.Poder

Candidato à reeleição, o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) iniciou a agenda de campanha desta segunda-feira (24/09) em reunião com aprovados no concurso da Secretaria de Educação de 2016. Em uma conversa rápida, comprometeu-se a realizar nomeações a partir de janeiro de 2019, conforme a necessidade da pasta, caso vença o pleito. O socialista estimou a convocação de cerca de 1,4 mil professores de atividades, que lecionam para alunos do 1º ao 5º ano, e específicos. As áreas que receberão os profissionais serão definidas após o período de remanejamento, ao fim deste ano.

 

O chefe do Buriti apontou a inviabilidade das contratações ainda neste ano devido a questões financeiras. “Se fizéssemos a convocação, comprometeríamos o orçamento sem usufruir do trabalho dos profissionais, pois há férias coletivas em janeiro”, lembrou. Rollemberg prevê, ainda, a nomeação de 1 mil orientadores até maio e de 1,5 mil monitores ao longo de 2019. Secretários escolares e técnicos também seriam chamados. “Nossa arrecadação tem dado sinais de melhora. Se isso se tornar um movimento consistente e regular, poderemos ir ampliando o número de nomeações”, acrescentou. 

 

Em entrevista, o socialista afirmou que as convocações serão possíveis graças ao ajuste de contas. “Agora, depois de termos saído do limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), podemos nomear além das vagas abertas por aposentadorias recentes. Serão contratações de recomposição do quadro”, pontuou. O governador destacou que a Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2019 estima R$ 676 milhões para nomeações e recomposições salariais.

 

Na espera

Com conhecimento da reunião devido à divulgação da agenda de campanha do candidato à reeleição, concursados de outros órgãos e carreiras compareceram ao local do encontro para reivindicar nomeações. Rollemberg ouviu as demandas e pediu novas rodas de conversa para tratar do tema. “Cada caso é um caso”, disse.

 

Entre os presentes, estavam aprovados no concurso da Secretaria de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude, realizado em 2015 e homologado em 2017. Atualmente, 242 pessoas aguardam a convocação — chegaram, inclusive, a realizar o curso preparatório para o cargo.

 

Representantes da Comissão de Aprovados no certame da Secria destacam que, conforme estudo de caso realizado por integrantes do Executivo local, há um déficit de 146 agentes socioeducativos no sistema. Com a inauguração de duas unidades de internação no Gama e em Brazlândia, prevista para o próximo mês, a carência de profissionais subiria para 399.

 

Agentes penitenciários aprovados no concurso de 2015 também apontaram a necessidade de novas nomeações. Ao todo, 306 pessoas aguardam a convocação para assumir os cargos. A expectativa é conquistar ao menos 76 contratações ainda neste ano.