Fala, Zé!

Publicado em Humor

gritoO ódio é o ópio do povo” (e tenho dito)

Frases do meu amigo, revolucionário do chope, Mosquito

“Acho que o Neymar já caiu o que tinha pra cair”

“Masterchef? Prefiro meu amigo Magal, o rei do caldo de quiabo”

“O estresse é tanto que terei uma overdose de floral”

 justo

A sabatina

— O que o senhor vai fazer para melhorar as escolas públicas do país?

— Pergunte no Posto Ipiranga

— Por que o Brasil não consegue sair da crise?

— Sei não, só sei que foi assim…

 bla

Tipos de candidato

O javanês (não sabe o que está falando)

O uísque falsificado (vai dar uma dor de cabeça danada)

O terceirizado (antigo laranja)

O 10% (parcelado em quatro anos)

 

Brasil. Brasilia - DF. Pauta: Projeto: Antologia Poetica de Brasilia. Ponto de onibus da 707/708 sul. Brasilia, 14/09/2004. Foto: Carlos Vieira/CB. ID. Ed. Cidades. Projeto: Antologia Poetica de Brasilia. Ponto de onibus da 707/708 sul. Poesia de Fernando Mendes Vianna.15 set. 2004. Cidades, p. 30.

Conversa no ponto de ônibus (sabe nada inocente)

— Em qual facção você vai votar?

— Eu voto em que tirar meu nome do Serasa

Extra! Extra!

Publicado em Humor

Homem-Formiga encontra ética de político brasileiro

formiga

Auto-ajuda

Cerveja não vai resolver seus problemas, mas leite também não

 

Enquanto isso, na Esplanada

— toc-toc

— quem é?

— busca e apreensão