thumbnail-13

Entrevista sobre Educação com Adriano Egypcio.

Publicado em

Adriano Egypcio, cantor e compositor, bateu um papo sobre Educação conosco.

BSN – Egypcio, qual a sua relação com a Educação?

Egypcio – Minha relação com a Educação é total. Desde criança eu sempre estudei em colégios estaduais, quando antigamente se tinha um ensino muito bom e não necessitava de ir para um colégio particular. Não fiz faculdade e trabalhei o tempo todo focado nas bandas, mas tenho vontade de fazer um curso superior de marketing ou algo relacionado à música. Uma pena que a educação não seja a mesma de antes.

BSN – Egypcio, qual sua relação com a Educação?

Egypcio – Minha relação com a Educação é total. Desde criança eu sempre estudei em colégios estaduais, quando antigamente se tinha um ensino muito bom e não necessitava de ir para um colégio particular. Não fiz faculdade e trabalhei o tempo todo focado nas bandas, mas tenho vontade de fazer um curso superior de marketing ou algo relacionado à música. Uma pena que a educação não seja a mesma de antes.

BSN – Qual influência que a educação teve na sua formação de músico?

Eu comecei a estudar no meio dos anos 70 e na escola que eu estudava tinha aula de música com um professor específico. Não havia uma sala repleta de instrumentos, mas dava para ter uma experimentação. Me lembro de ter um piano e um violão.
E depois tudo foi retirado. O meu primeiro contato com a música foi dentro de uma escola…algo governamental, sem precisar pagar. Seria muito legal se isso pudesse voltar e os alunos de escola pública pudessem fazer aulas de música. Na igreja eu comecei a ter um contato maior com os instrumentos mais complexos.

BCN – E a inspiração para compor suas letras? Quando e como surgiu?

Egypcio – Minhas letras são histórias minhas ou de pessoas próximas, por ter uma intimidade e assim criamos ali uma vivência. O Renato Russo é uma inspiração, e para mim ele é o maio compositor do Brasil de todos os tempos. É legal brincar nas músicas e passar uma mensagem bacana através delas.

BCN – Egypicio, deixe uma mensagem para a galera que está se preparando para o Enem e vestibulares.

Egypcio – Não desistam, pois o estudo é a sua formação. Não só uma formação de caráter, mas uma formação de vida. Não importa se você vai ser um diretor de uma multinacional ou músico como eu. Acho que a educação faz parte da vida de todo mundo e têm que correr atrás e estudar mesmo. Estudar faz parte da nossa essência.

BSN – Qual influência que a educação teve na sua formação de músico?

Eu comecei a estudar no meio dos anos 70 e na escola que eu estudava tinha aula de música com um professor específico. Não havia uma sala repleta de instrumentos, mas dava para ter uma experimentação. Me lembro de ter um piano e um violão.
E depois tudo foi retirado. O meu primeiro contato com a música foi dentro de uma escola…algo governamental, sem precisar pagar. Seria muito legal se isso pudesse voltar e os alunos de escola pública pudessem fazer aulas de música. Na igreja eu comecei a ter um contato maior com os instrumentos mais complexos.

BCN – E a inspiração para compor suas letras? Quando e como surgiu?

Egypcio – Minhas letras são histórias minhas ou de pessoas próximas, por ter uma intimidade e assim criamos ali uma vivência. O Renato Russo é uma inspiração, e para mim ele é o maio compositor do Brasil de todos os tempos. É legal brincar nas músicas e passar uma mensagem bacana através delas.

BCN – Egypicio, deixe uma mensagem para a galera que está se preparando para o Enem e vestibulares.

Egypcio – Não desistam, pois o estudo é a sua formação. Não só uma formação de caráter, mas uma formação de vida. Não importa se você vai ser um diretor de uma multinacional ou músico como eu. Acho que a educação faz parte da vida de todo mundo e têm que correr atrás e estudar mesmo. Estudar faz parte da nossa essência.