thumbnail-11

Ação socioambiental do Brasília Capital Moto Week 2018

Publicado em

O novo paradigma de desenvolvimento preconizado pelo socioambientalismo deve promover e valorizar a diversidade cultural. O socioambientalismo nasceu, portanto, baseado no pressuposto de que as políticas públicas ambientais só teriam eficácia social e sustentabilidade política se incluíssem as comunidades locais e promovessem uma repartição socialmente justa e equitativa dos benefícios derivados da exploração dos recursos naturais.

É com essa temática que começa na próxima semana, dia 19, o maior evento de motos da América Latina, o Brasília Capital Moto Week. Na sua 15° edição, o evento com duração de 10 dias irá ocorrer na Granja do Torto e tem a expectativa de receber cerca de 700 mil pessoas.

Com o espírito de união e partilha e com a ideologia de fazer um caminho mais consciente, o evento esse ano aborda uma ação social voltada para às demandas socioambientais e incentivo a ações continuas visando o uso correto do lixo orgânico. A proposta é na plantação de 10 mil mudas endêmicas do cerrado e na utilização do lixo coletado no processo de compostagem. Segundo Juliana Jacinto, sócia do Capital Moto Week, existe uma preocupação com o meio ambiente de potencializar a coleta de resíduos sólidos e zerar à emissão de gás carbônico são algumas das principais metas este ano.

Durante o evento o debate pela conscientização e o descarte correto serão reforçadas e o uso de canudos compostáveis irão ajudar na reeducação ambiental. Haverá expositores ecosociais com novas formas de produções menos nocivas, tendas sustentáveis e áreas de transbordo. Juliana relata que os colaboladores estão devidamente preparados para aplicar à democratização ecológica, desde melhorias no acesso a portadores de deficiência até a incorporação de outros projetos que ocorrem no DF com foco na transformação social. O descarte do lixo eletrônico também ocorrerá nas estações de metarreciclagem.

Marco Portinho (esq), Juliana Jacinto e Pedro Affonso são os idealizadores do BCMW.
Marco Portinho (esq), Juliana Jacinto e Pedro Affonso são os idealizadores do BCMW.

Os Caveiras do Bem são agentes transformadores que praticam e incentivam a coleta seletiva e mostram que todos somos iguais, mostrando assim a essência humana dos motociclistas.

A sustentabilidade será a bandeira do Brasília Capital Moto Week 2018 que está sendo preparado desde setembro do ano passado. Há uma revolução ocorrendo, que é necessária e temos o objetivo de contribuir, finaliza Juliana.

Estamos vivendo um período de mudanças de pensamentos e atitudes. Ações como a do Brasília Capital Week são impactantes e nos motivam a lutar por um mundo mais habitável.

Para adquirir os ingressos acesse:http://www.capitalmotoweek.com.br