Nas entrelinhas: A banalidade do ódio

Publicado em Deixe um comentárioCultura, Governo, Guerra, Literatura, Memória, Política

“Ricardo Alvim procurou implantar uma política cultural reacionária, de inspiração — agora está comprovado — nazista” Hannah Arendt (1906-1975), a filósofa judia de origem alemã que cunhou o conceito de “banalidade do mal” no livro Eichmann em Jerusalém, criou grande polêmica ao afirmar que a massificação da sociedade gerou uma multidão incapaz de fazer julgamentos, aceitando e cumprindo ordens sem […]

Nas entrelinhas: A iniquidade social

Publicado em Deixe um comentárioBahia, Cultura, Desemprego, Educação, Eleiçoes, Governo, Guerra, Literatura, Memória, Militares, Política, Religião

“A estagnação da escolaridade e a má distribuição de renda são os vetores mais dramáticos da nossa desigualdade, pois puxam para baixo a qualidade de vida de toda a população” Obra pré-modernista, de caráter histórico-literário, Os Sertões, de Euclides da Cunha (1866-1909), publicado em 1902, foi a primeira grande crítica à iniquidade social no Brasil. Embora de caráter regionalista, ao […]

Nas entrelinhas: Sobre raposas e ouriços

Publicado em Deixe um comentárioCultura, Economia, Ética, Governo, Literatura, Memória, Partidos, Política

“Os indivíduos de sociedades pluralistas pertencem a diversas coletividades, cada qual com sua identidade. Por isso mesmo, a imposição de uma única identidade está na gênese dos conflitos raciais, religiosos e étnicos” Em tempos de radicalização ideológica direita versus esquerda, um pouco de John Stuart Mill não faz mal a ninguém, parafraseando o velho ditado que compara a prudência ao […]

Nas entrelinhas: Sapato de Cinderela

Publicado em Deixe um comentárioArgentina, Bolivia, Chile, Economia, Eleiçoes, Governo, Literatura, Macri, Maduro, Memória, Política, Trabalho, Venezuela

“O populismo pode ser calçado com o pé esquerdo ou o pé direito, porém, não ressurge num ambiente de industrialização e ampliação dos direitos sociais que lhe dariam sustentação” É do filósofo Isaiah Berlin, citado pelo historiador Alberto Aggio num instigante artigo sobre o populismo na América Latina (Um lugar no mundo, Fundação Astrojildo Pereira/Fundazione Instituto Gramsci), a comparação do […]

Nas entrelinhas: Os novos “cruzados”

Publicado em Deixe um comentárioCidades, Cultura, Eleiçoes, Governo, Literatura, Memória, Política, Religião

“Há que separar os setores tradicionais que sempre defenderam o caráter laico do Estado daqueles que ambicionam uma espécie de nova teocracia” No contexto da participação do Brasil na cena internacional, cujo ponto crucial será o discurso do presidente Jair Bolsonaro na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), no próximo dia 24 de setembro, um sinal preocupante foi […]

Nas entrelinhas: Sob o signo de Jano

Publicado em Deixe um comentárioCultura, Economia, Literatura, Memória, Política, Trabalho

“É preciso defender uma sociedade na qual a comunicação cotidiana e o discurso da vontade possibilitem uma vida melhor e mais segura, num ambiente de plena liberdade” O mito romano de Jano (do latim Janus ou Ianus) era representado com duas cabeças, simbolizando os términos e os começos, o passado e o futuro, o dualismo relativo de todas as coisas. […]

Nas entrelinhas: O país à deriva

Publicado em Deixe um comentárioEconomia, Governo, Literatura, Macri, Memória, Política, Previdência

“A ideia de que Deus está acima de tudo e de todos na política é anterior a Maquiável e não é boa conselheira. O país precisa desviar seu curso do desastre e encontrar um porto seguro. A calmaria econômica é um mau presságio” Fechamos o quinto mês do ano com a economia estagnada: menos 0,2% de crescimento do PIB no […]

Nas entrelinhas: A política noir

Publicado em Deixe um comentárioCongresso, Ética, Governo, Justiça, Literatura, Memória, Política, Violência

“As discussões têm tudo a ver com as polêmicas das décadas passadas, quando o assunto é violência, comportamento, direitos humanos e ideologias” A política brasileira está parecendo um filme noir, gênero que fez muito sucesso nas décadas de 1940 e 1950, mas que somente foi reconhecido como tal após os anos 1970, consagrando detetives durões e anti-heróis dos antigos filmes […]

Nas entrelinhas: A nau dos insensatos

Publicado em Deixe um comentárioCongresso, Economia, Governo, Literatura, Memória, Militares, Política, Previdência

“A escalada do confronto entre o presidente Jair Bolsonaro e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), evoca situações que vão da renúncia de Jânio Quadros ao Ato Institucional nº 5” Vencedora de dois prêmios Pulitzer, a historiadora norte-americana Barbara Tuchman dedicou seu livro mais famoso à insistência dos governos em adotarem políticas contrárias aos próprios interesses. A Marcha da […]

Nas entrelinhas: A festa imoral

Publicado em Deixe um comentárioCidades, Cultura, Literatura, Memória, Política, Rio de Janeiro, São Paulo

“De onde vem tanta energia? Não é das academias de ginástica, é de certas contradições entre a revolução nos costumes, que a liberdade proporciona, e os preconceitos arraigados e discriminações” Há muito tempo, não tínhamos um carnaval como o deste ano, em que a alma transgressora dos cidadãos, liberada pela revolução dos costumes, se choca frontalmente com a política oficial, […]