Nas entrelinhas: Tolerância

Publicado em Deixe um comentárioCinema, Cultura, Impeachment, Memória, Política

”A xenofobia, a misoginia, a homofobia, a justiça pelas próprias mãos e o desrespeito aos direitos e às garantias individuais são ameaças à democracia, ainda que aparentemente sejam isolados os casos” O consagrado ator José de Abreu anunciou no Instagram que embarca hoje para a Nova Zelândia, onde pretende morar. Depois de muita malcriação nas redes sociais — para dizer […]

Nas entrelinhas: Os intocáveis

Publicado em Deixe um comentárioCinema, Ética, Governo, Justiça, Lava-Jato, Memória, Política, Segurança

”O jornalista Glenn Greenwald é acusado de associação criminosa e crime de interceptação telefônica, informática ou telemática, com objetivos não autorizados em lei” A denúncia apresentada, ontem, pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o jornalista Glenn Greenwald, do site The Intercept, representa uma blindagem para a força-tarefa da Lava-Jato e o ministro da Justiça, Sérgio Moro, contra acusações da oposição de […]

Nas entrelinhas: Vertigem

Publicado em Deixe um comentárioCinema, Cultura, Ética, Governo, Memória, Partidos, Política, Trump

“Houve intenso trabalho de projeção da imagem de Lula no plano internacional, seguido da construção de uma narrativa própria a destituição de Dilma, comparando-a ao golpe de 1964” Indicado para o Oscar de melhor documentário, Democracia em vertigem, de Petra Costa, é um bom filme, tanto que está selecionado. Isso não significa que o conteúdo do filme seja neutro em […]

Nas entrelinhas: Era uma vez em… Alter do Chão

Publicado em Deixe um comentárioAmazônia, Cinema, Cultura, Governo, Justiça, Meio ambiente, Memória, Política

“No caso de DiCaprio, Bolsonaro comprou mais uma briga gratuita, que queima o filme do Brasil na opinião pública mundial. É difícil explicar o que se ganha com isso” Nono filme de Quentin Tarantino, Era uma vez em…Hollywood estreia nesta semana na tevê a cabo brasileira. É o filme com melhor bilheteria do diretor norte-americano no Brasil, com uma dupla […]

Nas entrelinhas: Coringas e Bacuraus

Publicado em Deixe um comentárioCinema, Cultura, Economia, Memória, Política, Trabalho, Violência

“O preceito de que para se construir algo é preciso destruir o sistema preexistente é perigoso. Combina tanto com o ultraliberalismo de direita quanto com o radicalismo de ultraesquerda” O tema da violência absurda e brutal no cinema de Hollywood faz parte da política de exportação do americanismo, dos antigos filmes de caubóis aos modernos blockbusters de inspiração noir à […]

Nas entrelinhas: Moço mal-educado

Publicado em Deixe um comentárioAmazônia, Cinema, Educação, Governo, Itamaraty, Meio ambiente, Memória, Merkel, Política, Religião, Trump, Violência

“Ao se tomar uma decisão, há uma dimensão ética e outra pragmática, muitas vezes tensa, que nem sempre são compatíveis. No longo prazo, a ética prevalece” Nos anos 50 a.C., ou seja, quando ainda não existia cristianismo, todo esforço civilizatório romano se sustentava no resgate das ideias dos filósofos gregos, do qual Marco Túlio Cícero foi um expoente. Filósofo e […]

Nas entrelinhas: Política, sexo e religião

Publicado em Deixe um comentárioCinema, Cultura, Governo, Justiça, Juventude, Memória, Política, Religião, Violência

“Não há força no mundo capaz de mudar a realidade das famílias policêntricas e multiétnicas, nem a complexidade das identidades de gênero no estilo de vida contemporâneo” Clássico da sociologia brasileira, Casa-Grande & Senzala, de Gilberto Freyre, é uma obra polêmica desde sua primeira edição, em 1933, pois desnudou aspectos da formação da sociedade que a elite da época se […]

Nas entrelinhas: Santos e dragões

Publicado em Deixe um comentárioCinema, Cultura, Memória, Militares, Política, Religião, Violência

“Após 20 anos de regime militar e 34, de democracia, o Brasil ainda não se livrou do populismo, do messianismo e do banditismo, que transitaram do Brasil rural para o urbano” A trilogia Deus e o diabo na terra do Sol (1964), Terra em transe (1967) e O dragão da maldade contra o santo guerreiro (1968), que revolucionou o cinema […]

Nas entrelinhas: O coração das trevas

Publicado em Deixe um comentárioCinema, Guerra, Justiça, Literatura, Memória, Militares, MInas, Política, Ro de Janeiro

“O Brasil é violento, ao contrário do que desejaria o “homem cordial” de Sérgio Buarque de Holanda. A banalização da morte é uma realidade, mesmo quando causa comoção popular” O mais famoso dos romances do ucraniano Joseph Conrad (1857-1942), todos escritos em inglês, tem apenas 150 páginas e foi publicado em 1902, a primeira vez em três fascículos: O coração […]