Espetáculo VOA (Foto: Maíra Zannon)
teatro para crianças, VOA Espetáculo VOA (Foto: Maíra Zannon) teatro para crianças, VOA

Teatro para crianças: O encanto e as múltiplas possibilidades

Publicado em Artes Cênicas, Teatro

Grupos brasilienses mostram que a produção local de teatro para crianças é rica em estilos e colabora com o desenvolvimento saudável dos pequenos.

A experiência teatral, em sua imensa teia de possibilidades, mostra sua capacidade constante de criar diálogos e novas reflexões em todas as idades. Durante a infância essa característica é ainda mais potencializada e o contato da criança com as artes cênicas colabora e contribui para a maneira com que a criança se relaciona com o mundo e seu desenvolvimento cognitivo, afetivo e psicológico.

Essa riqueza de significados é explorada por diferentes grupos teatrais de Brasília, que ampliam seu repertório e mostram o encanto e profissionalismo que se expande entre os espetáculos criados para crianças de todas as idades.

Espetáculo VOA - Foto Nityama Macrini
Espetáculo VOA – Foto Nityama Macrini

É o caso da cia. Mundo Fantástico, que abre uma nova temporada de espetáculo para crianças a todo mês e ocupa a Casa dos quatro, um dos novos espaços culturais criados em Brasília. Em seu primeiro espetáculo autoral, A pequena loja fantástica de chapéus extraordinários, a trupe trabalha a curiosidade das crianças e sua relação com um universo mais onírico. A ideia é criar um espaço de produção e apresentação constante para os pequenos, incentivando o contato artístico desde a infância.

Tradição e inovação nos palcos

Os mais tradicionais em Brasília, como o Teatro Mapati e a companhia Neia e Nando ocupam lugar cativo nos pequenos espectadores da capital, colaborando para a formação de público e um contato íntimo e próximo com a criação artística desde a infância.

As companhias investem tanto na montagem de espetáculo quanto em cursos e oficinas para diferentes idades. Quem segue a mesma linha é a jovem trupe Trabalhe essa ideia, que trabalha de maneira onírica o amplo repertório teatral feito para crianças.

A companhia Mundo Fantástico tem programação fixa na Casa dos Quatro
A companhia Mundo Fantástico tem programação fixa na Casa dos Quatro

Entre os representantes dessa criação artística está o Coletivo Antônia, companhia brasiliense, criada em 2009, que desenvolve projetos para crianças da primeira infância (0 a 5 anos). Entre os integrantes e fundadores da companhia está a atriz e produtora cultural Cirila Tarhetta (32). A atriz começou a trabalhar com teatro para crianças aos 10 anos de idade, na companhia brasiliense Mapati. Para ela, a arte possibilita espaços de respiro e poesia no cotidiano e cumpre o papel de prolongar o encontro das crianças com a poética do mundo.

A educação das sensibilidades aparece para o coletivo como um de seus principais pontos de trabalho. A partir dessa perspectiva, a pedagogia e a arte têm muito em comum. Para as criadoras do Antônia, a arte contribui para o fomento de um modo de estar sensível no mundo. Cirila entende o teatro para crianças como um espaço de experiência, sem a necessidade de trabalhar valores sociais e moralidades.

“É um campo de poesia, de vivenciar uma história, uma imagem, um estímulo sensorial. O espaço cênico, ou o teatro, é a ponte para encontros sensíveis, para viajar sem sair do lugar, para experimentar sentimentos e sensações, resignificar o mundo e suas relações” destaca.

O teatro para crianças e o aprendizado criativo

A plateia formada por crianças é uma das mais exigentes possíveis, pedindo total presença de cena do ator. Além disso, a honestidade em se manifestar ao longo dos espetáculos é uma ação comum aos pequenos espectadores, exigindo jogo de cintura dos atores e fluidez para dialogar com as novas propostas.

Entre as possibilidades de trabalho está o desenvolvimento da expressividade corporal, investigando diferentes passos, planos, distâncias, gestos, formas que o corpo pode tomar. A partir dessa experiência, os alunos trabalham noção de espaço, reflexos, prontidão, gerando um arsenal de movimentos. Outro exemplo é o estímulo ao letramento e à alfabetização, já que surge a vontade de entender melhor os textos trabalhados para cada espetáculo.

É possível notar que a prática teatral e a presença constante como espectadores de espetáculos da cidade desperta um olhar mais atento nas crianças. O contato com as expressões artísticas possibilita que elas fiquem mais críticas e curiosas. Uma das sensações comuns entre os pais que matriculam os pequenos nas oficinas é que ocorre uma expansão na capacidade imaginativa e criativa de seus filhos.


 

SERVIÇO

Espetáculo: A Pequena Loja Fantástica de Chapéus Extraordinários do Sr. Onório, na Casa Dos Quatro (708 norte, Bloco F, Loja 42, Rua das Oficinas). De 5 a 27 de maio, sábados e domingos, sempre às 16h. Os ingressos custam R$ 40 (inteira), R$20 (meia).